Fizemos os cálculos e mostramos para quem a nova modalidade é vantajosa

Cada vez mais montadoras criam seus programas de carros por assinatura. O mercado também explorado por outras empresas como locadoras, com um conceito diferente do carro alugado e, em algumas situações, é bem mais vantajoso que comprar um carro e arcar com todas as despesas que ele traz, como documentação, seguro e manutenção.

Renault, Fiat, Volkswagen e Audi são algumas das que já anunciaram seus programas. O da marca francesa, chamado "Renault On Demand", é um dos que oferece opções mais baratas, com o Kwid, Duster e Stepway. A Fiat e Jeep também entram nessa com o Flua!, oferecendo desde o hatch Argo até modelos comerciais como a Strada Endurance, passando pelo Jeep Renegade e Fiat Cronos.

 

Ouça nosso Podcast gratuitamente nas plataformas

Mas até onde isso é vantajoso? Você escolhe o carro como quiser, da mesma forma que faz se estivesse fazendo uma compra. Cores, versão e opcionais são os mesmos do mercado, mas você recebe seu carro já emplacado, com documentação paga e seguro ativo pagando apenas um valor por mês. Pode ser interessante para quem não quer se preocupar com tantos aspectos da propriedade de um veículo, algo comum.

No entanto, vale observar alguns pontos. Primeiro, todos trabalham com uma franquia de quilometragem por mês, que pode ir de 500 km a 3.000 km, dependendo do programa. Os prazos podem ser desde 12 meses a 48 meses, mas vale observar bem se você não vai rodar mais do que o previsto pelo contrato no período. Aos motoristas de aplicativo, por exemplo, é mais vantajoso o aluguel tradicional, com programas específicos para a profissão.

Galeria: Renault Kwid Outsider 2020

Quer saber em qual caso você se enquadra? Dê o play e ouça o Motor1.com Podcast desta semana. Pode ser desde algo interessante financeiramente ou algo totalmente fora da sua realidade.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com