Leve renovação do crossover aumenta suas chances no segmento?

Apresentado em 2017, o Honda WR-V passa por sua primeira reestilização com leves mudanças visuais, mas finalmente a chegada dos controles de tração e estabilidade como itens de série em todas as versões - inclusive em uma nova opção de entrada, a LX, com alguns itens a menos, mas o mesmo motor 1.5 com câmbio CVT das demais. 

Porém desde seu lançamento, o Honda WR-V é polêmico. Baseado no Fit, tem suspensão e direção com elementos exclusivos, alguns vindos do HR-V, e se destaca por ser mais confortável que o Fit e mantendo a modularidade interna que fez o hatch/minivan famoso em todos esses anos de mercado. A Honda o chama de SUV por suas medidas de ângulos de entrada e saída e central se classificarem assim pelo Inmetro, mas preferimos o chamar de crossover.

 

Ouça nosso Podcast gratuitamente nas plataformas

Com as mudanças, os preços do Honda WR-V 2021 vão de R$ 83.400 a R$ 94.700, com mudanças nos equipamentos como a oferta de airbags, sistema multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, ar-condicionado automático, bancos em couro e faróis e lanternas em LEDs. Isso será o suficiente para aumentar a participação do crossover no mercado? 

Galeria: Honda WR-V 2021

VW Taos, Polo Track e Argo 2021

A Volkswagen finalmente divulgou o nome do SUV médio que competirá com o Jeep Compass. O VW Taos, até então conhecido como projeto Tarek, será mostrado nas próximas semanas e irá ocupar um espaço entre o T-Cross e o Tiguan AllSpace. Da Volkswagen, também vem um "mistério" que envolve um nome que apareceu em um acordo com um sindicato: o que será o tal Polo Track?

Ainda em lançamentos, a Fiat apresentou o Argo 2021, com uma leve mudança na grade dianteira e uma nova oferta de itens de série e opcionais entre as versões.