Exclusivo! Aceleramos o Bugatti Chiron 2017, o triturador de recordes

– Lisboa, Portugal

Você entra em um vortex onde as árvores passam rápido e se transformam em borrões a sua volta, e isso acontece num piscar de olhos. Os pneus Michelin Pilot Sport Cup 2S cravam suas garras no asfalto, quatro tornados de borracha. O segundo conjunto de turbos - 69% maiores no Chiron - entra em ação, e os quatro estão ajudando a impulsionar este foguete pelo éter. Inúmeros computadores se comunicam constantemente; 16 cilindros estão sugando o ar da atmosfera; as setes marchas do câmbio de dupla embreagem são trocadas sem a violência que você espera, com postura e confiança. Você ouve um som que pode ser a asa subindo, o que significa que ultrapassamos os 180 km/h, mas até essa informação chegar ao seu cérebro, ele já atingiu a velocidade máxima, limitada eletronicamente, da maioria dos carros. Bem além. 

Não é que tudo isso acontece, mas choca a rapidez com que tudo isso vem abaixo. Esta é uma experiência que deve ser realmente sentida para ser realmente entendida. É simplesmente diferente de qualquer coisa que já fizeram até hoje, e talvez nunca aconteça novamente.

2017 Bugatti Chiron: First Drive
2017 Bugatti Chiron: First Drive
2017 Bugatti Chiron: First Drive
2017 Bugatti Chiron: First Drive
2017 Bugatti Chiron: First Drive

Os tempos estão mudando, novas táticas estão surgindo - híbridos, motores elétricos, novos truques - e ainda assim o Chiron entrega uma aceleração de empurrar o estômago sem qualquer uma delas. Em vez disso, é uma maravilha moderna de troca de calor, aerodinâmica e alma old-school. E não só na aceleração; aparentemente, é uma meta dos engenheiros da Bugatti que o Chiron quebre o recorde de...