Versão esportivada buscará inspiração no design da variante taiwandesa, com novo para-choque

O ano não acabou e a Toyota tem mais um lançamento sendo preparado para o Brasil. Trata-se do Toyota Corolla GR Sport, a versão esportivada que aparece pela 1ª vez em testes pelas rodovias paulistas. Enviadas por um leitor anônimo de Motor1.com, as fotos mostram que modelo terá visual próximo ao usado em Taiwan, mais agressivo do que o europeu, porém sem ser ousado demais como o tailandês. Pela camuflagem leve, a marca planeja revelá-lo em breve.

As imagens mostram uma unidade branca do Toyota Corolla GR Sport na estrada, usando adesivos brancos como disfarce. As duas fotos da parte da frente são suficientes para notar um detalhe curioso: a posição das luzes de neblina, muito mais próximas do centro e da grade inferior. A depressão da região é outro indicativo. Isso já denuncia que o carro nacional não seguirá a versão europeia, que posiciona essas luzes nas extremidades do para-choque.

Galeria: Toyota Corolla GR Sport - Flagra no Brasil

Falando nele, o para-choque é bem diferente. O adesivo branco denuncia uma protuberância logo abaixo dos faróis. Basta comparar com o modelo taiwandês para notar que é a nova entrada de ar, mais agressiva, no lugar da peça fina que equipa o sedã normal e onde ficam os faróis de neblina. Outro detalhe ausente em comparação ao modelo europeu é a barra cromada na parte inferior das portas.

Toyota Corolla GR Sport 2021 (Taiwan)
Toyota Corolla GR Sport 2021 (Taiwan)

A traseira está bem coberta e não mostra qualquer detalhe. Terá um pequeno spoiler integrado na tampa do porta-malas, elemento em comum em todas as versões do Corolla GR Sport pelo mundo. O para-choque aparenta estar igual ao do modelo convencional. Pode reparar que o teto do carro também está com um disfarce, pois deverá ter pintura preta.

Não há imagens do interior, mas ele não muda muita coisa. A versão taiwandesa tem uma coloração vinho para uma parte dos bancos e dos apoios de braço nas portas, o que não aparece no modelo europeu, que tem uma faixa branca no banco e acabamento em cinza e preto. A motorização também não está clara. Em muitos mercados, o sedã é oferecido com o motor a gasolina disponível por lá, o que significa que terá o 2.0 flex aspirado de 177 cv e câmbio CVT por aqui; enquanto em outros países é ofertado também o 1.8 híbrido. Pelo desempenho, ficamos com a primeira opção. 

Envie seu flagra! flagra@motor1.com