Reestilização da picape será baseada no conceito Fastback e é esperada para o 1º semestre de 2021

Mesmo que a Fiat-Chrysler tenha mudado um pouco o seu cronograma de lançamentos por conta da pandemia, algumas das novidades seguem em ritmo forte desenvolvimento, como o Jeep Compass renovado e o inédito SUV de 7 lugares. No caso da Fiat, além de futuro crossover compacto que chegará às concessionárias no começo de 2021, a marca também trabalha a todo vapor na reestilização da picape Fiat Toro, que foi avistada no Nordeste já com uma camuflagem mais leve.

As fotos da Fiat Toro 2022 foram cedidas pelo canal Carangos PB, que recebeu as imagens de seus seguidores. Uma delas mostra a picape em Recife (PE), bem próximo de Goiana, onde fica a fábrica responsável pela montagem da picape. A camuflagem mais leve, ao invés de panos pretos pesados, indica uma fase mais adiantada de desenvolvimento.

Galeria: Fiat Toro 2022 - Novos flagras

Pelo ângulo, podemos ver algumas coisas, como o formato dos faróis diferente do atual, um pouco mais fino. A grade aparenta ter mudado para uma forma próxima do que vimos no conceito Fastback, enquanto uma cobertura no meio deixa claro que terá o novo logotipo da empresa. O para-choque também passa a impressão de ter sido redesenhado e traz luzes de neblina retangulares ao invés de redondas. Já tínhamos visto isso no flagra anterior da picape sendo transportada.

A segunda imagem mostra a Toro rodando em João Pessoa (PB), focada na traseira. Ela aparenta estar igual ao modelo atual, sem mudar nem mesmo o para-choque ou o desenho interno das lanternas. A picape já usava o nome “Fiat” por extenso na peça quadrada que contém o mecanismo de abertura da caçamba, então nem isso terá uma diferença.

 

Enquanto a pequena Strada não tem prioridade para receber os motores turbo da Fiat, no caso da Toro já sabemos que ela irá receber a versão turbinada do 1.3 Firefly de quatro cilindros, combinado a um câmbio CVT, entregando 150 cv e 25 kgfm. Motor1.com apurou que ele não irá aposentar o conhecido 1.8 E.torQ de 139 cv e 19,3 kgfm, que continuará a ser oferecido nas versões básicas da picape, como acontecerá também com o Jeep Renegade. Isso fará com que seja um substituto natural para o 2.4 Tigershark que equipou a Toro até este ano. O 2.0 Multijet diesel de 170 cv e 35,7 kgfm deve ser atualizado para reduzir emissões e ficar mais próximo das metas do Rota 2030.

A data de estreia da Fiat Toro 2022 é um dos mistérios neste momento. Antonio Filosa, presidente da Fiat-Chrysler na América do Sul, revelou em uma entrevista que os lançamentos da empresa podem atrasar até seis meses. Considerando que a Toro já roda com camuflagem mais leve do que algumas das próximas novidades da FCA, é bem possível que ela chegue às concessionárias no final do 1º semestre do ano que vem.