Compacto será descontinuado em outubro após anos seguidos de vendas em queda

Lançada em 2012 como a missão de suceder o Aveo e representar globalmente a Chevrolet no segmento de compactos, a atual geração do Sonic está definitivamente com os dias contados. Conforme explica a imprensa dos Estados Unidos, a produção do modelo no país - concentrada em Lake Orion, nos arredores de Detroit - será encerrada no mês de outubro e não haverá lançamento de um sucessor ou nova geração.

A saída do modelo do compacto do mercado acontece principalmente por conta das baixas vendas e do encolhimento da categoria como um todo. Para efeito de comparação, o Sonic emplacou nos EUA em 2014 algo em torno de 100 mil unidades, caiu para cerca de 30 mil em 2017, despencou para 20 mil em 2018 e fechou com apenas 14 mil em 2019. No Brasil, o Sonic chegou a ser vendido entre 2012 e 2014.

Galeria: Chevrolet Sonic 2017 - Avaliação

Especialistas explicam que o segmento como um todo tem sido engolido pelo mercado de SUVs e ano após ano foi sendo deixado de lado pelos consumidores. Não por acaso, marcas como Ford e Hyundai também pularam fora da categoria no mercado norte-americano e descontinuaram os modelos Fiesta e Accent, na ordem. Recentemente, a Toyota seguiu o mesmo caminho e anunciou o fim do linha do Yaris local.

Com o fim do Sonic, a fábrica de Lake Orion será completamente modernizada e passará a produzir veículos elétricos. "Essa ação também abre o caminho para a planta de Orion se preparar para a produção do Bolt EV e Bolt EUV, que entrarão em produção em 2021. A força de trabalho da Orion não será afetada por esta decisão", explicou Kevin Kelly, porta-voz da Chevrolet.

Fotos: Divulgação