Objetivo seria atrair compradores mais jovens e agradar ao púbico feminino

Reportagem recente da revista britânica Autocar revela que a Jaguar poderá rever completamente seu posicionamento no segmento de sedãs nos próximos anos. De acordo com a publicação, a empresa cogita internamente a possibilidade de descontinuar os modelos XE e XF e substituí-los por um inédito hatchback.

A confirmação ainda não foi dada, mas nas entrelinhas a marca não nega o desejo de inovar. "Adoraria fazer carros menores e parece que é a hora certa", disse o chefe de design Julian Thomson. “A Jaguar precisa de um produto global que possa atrair compradores mais jovens e mais mulheres também", completou.

Galeria: Jaguar R-D6 Concept 2003

O segmento de hatchbacks médios está em declínio no Brasil e tem pouca representatividade nos Estados Unidos, mas na Europa ainda é consideravelmente forte e capaz de render bons frutos para a Jaguar. Ajudaria a rejuvenescer a imagem da marca e atrairia uma leva de novos consumidores - assim como aconteceu com o lançamento dos SUVs E-Pace e F-Pace.

Caso o projeto receba luz verde, o conceito R-D6, revelado em 2003, poderá ser usado como fonte de inspiração. O único porém fica por conta da plataforma, já que a base MLA (compartilhada com a Land Rover e confirmada para o próximo XJ) não é considerada adequada para sustentar modelos menores. A solução poderia vir através de uma parceria estratégica - até mesmo com marcas como a BMW, que faz o Série 1 na arquitetura UKL da Mini.

O curioso é que a própria Jaguar disse em abril que jamais deixaria de produzir sedãs. De fato não deixará, pois o XJ ganhará em breve uma nova geração. A dúvida fica para os irmãos menores...