Nova geração evoluirá para uma pegada mais ao estilo liftback, além de ganhar versão 100% elétrica

À venda no mercado internacional desde 2009, a atual geração do Jaguar XJ não deve demorar mais que um ano para se aposentar. Internamente, a fabricante britânica já trabalha no desenvolvimento de uma linhagem inteiramente nova e deverá apresentá-la oficialmente ainda neste ano.

Em entrevista recente concedida à revista norte-americana MotorTrend, o chefe de design da marca, Julian Thomson, deu detalhes sobre a novidade e criou grande expectativa em torno do projeto. Segundo o designer, o XJ 2020 será um modelo diferente e ao mesmo tempo atualizado. "Não será um sedã executivo tradicional", garantiu.

Galeria: Jaguar XJ elétrico - Flagras

Pelo que já foi descoberto, o XJ 2020 fará uso da nova plataforma MLA (Modular Longitudinal Architecture), que trará ganhos em economia de escala para a Jaguar e simplificará consideravelmente o processo produtivo. Além disso, proporcionará ao sedã passar por uma mudança verdadeiramente radical na comparação com o carro de hoje, tanto na parte mecânica (chegada da eletrificação) quanto no quesito visual (design completamente reformulado). O estilo liftback será o grade destaque estético da nova carroceria.

Quanto à motorização, são esperadas versões eletrificadas e tradicionais. No primeiro caso, tudo indica que a variante elétrica será capaz de entregar aproximadamente 470 km de autonomia, rivalizando diretamente com Tesla Model S, Porsche Taycan e Audi e-tron GT. No segundo, será mantido o motor de 6 cilindros a gasolina como forma de agradar a clientela de perfil mais conservador. A produção será concentrada na fábrica de Castle Bromwich, no Reino Unido.

Fonte: MotorTrend