Até então, expectativa era voltar à normalidade no próximo dia 22 de abril

Até então programado para o dia 22 de abril, o retorno da Nissan às atividades produtivas no Brasil acaba de ser adiado. Em comunicado oficial, a marca anunciou que a retomada da produção na fábrica de Resende (RJ) será prorrogada em 30 dias, passando para o dia 21 de maio. A planta está paralisada desde o dia 25 de março por conta do surto do coronavírus. 

Além disso, a empresa confirmou que haverá suspensão dos contratos de trabalho e redução de salários durante este acréscimo na paralisação. Dessa forma, os trabalhadores da produção vão receber ao menos 75% do salário líquido, enquanto para aqueles do setor administrativo haverá redução de 20%.

Galeria: Fabrica Nissan - Resende (RJ)

“Minimizar o impacto nos negócios, sustentar os empregos e gerenciar as atividades diante da retração de mercado”, justificou a empresa sobre adesão à Medida Provisória 936. A fábrica de Resende é responsável pela produção dos modelos Kicks, March e Versa, além de motores 1.0 e 1.6. Cerca de 2.400 trabalhares são empregados por lá.

A Nissan, vale lembrar, não é a única montadora a prorrogar o período de paralisação no Brasil. Nos últimos dias, PSA Peugeot-Citroën, Chevrolet e Toyota também anunciaram que levarão mais tempo que o previsto para voltar à normalidade. Nos dois últimos casos, a retomada está programada para acontecer apenas em junho.