Nova geração está prevista para o segundo semestre no Brasil, mas pode atrasar por causa da pandemia

Quando a nova geração do A3 Sportback foi revelada há algumas semanas, ficamos na expectativa da fabricante alemã ao menos dizer quando pretende apresentar o novo Audi A3 Sedan 2021. Rumores já diziam que seria mostrado no 2º semestre, mas agora a revista Car and Driver conversou com algumas fontes, que garantiram que ele começará ser vendido nos EUA no final deste ano.

De acordo com a Car and Driver, o Audi A3 Sedan 2021 chegará aos Estados Unidos equipado com o motor 2.0 turbo de quatro cilindros acoplado a um sistema híbrido-leve, entregando cerca de 240 cv. Terá tração dianteira, com a tração integral quattro como opcional, ao menos no mercado norte-americano.

Em comparação, o A3 Sportback tem muito mais opções. A versão básica oferece o 1.0 turbo de três cilindros e 110 cv. Há também o 1.5 TFSI, oferecido com e sem a assistência híbrida-leve, ambos com 150 cv. A opção diesel é um 2.0 turbo, com 116 cv ou 150 cv. A marca ainda promete duas variantes híbridas plug-in no futuro, ambas com o 1.4 turbo, motor elétrico e transmissão de dupla embreagem e 6 marchas.

Galeria: Novo Audi A3 Sedan 2021 - Projeção

Até o momento, a Audi não confirma a vinda do novo A3 Sportback ao Brasil. Considerando a estratégia que a Volkswagen adotou com o Golf, há chances de que o hatch passe a ser oferecido somente nas variantes híbridas plug-in, além das esportivas como S3 e RS3. O sedã ainda terá uma versão S3 como foi com a geração atual. No caso da versão hatch, ele já ganhou um teaser e contava com o 2.0 turbo de 310 cv e 47,8 kgfm de torque.

Flagras mostram que a Audi já trabalha na nova geração do RS3, que também terá uma variante sedã. No caso da versão esportiva mais potente, o motor será o famoso 2.5 turbo de cinco cilindros, inclusive com aumento de potência, ultrapassando os 400 cv do modelo atual.

Já o A3 Sedan atual tem produção confirmada em São José dos Pinhais (PR) até o fim do ano. Depois, deverá ser substituído pela nova geração importada, seguindo o que ocorreu com o Q3 recentemente.