Porta-malas do novo Tracker travou durante a apresentação oficial de lançamento

Embora seja comum nos Estados Unidos, não é trivial vermos uma marca atacando outros concorrentes para promover um produto seu, mas foi esse o caminho que a General Motors seguiu com o novo Chevrolet Tracker 2021. Com a campanha #chegadearrependimentos, em que coloca personagens fictícios para falarem como se arrependeram de terem comprado um dos SUVs da concorrência (e com críticas claras), a marca despertou a atenção não só de possíveis compradores, mas obviamente dos concorrentes.

Acontece que durante a apresentação de lançamento oficial do novo Tracker para a imprensa e concessionários, que aconteceu via streaming por causa da pandemia do corona-vírus, uma gafe abriu a brecha para um contra-ataque. 

O vídeo abaixo mostra o momento em que Hermann Mahke, diretor de marketing da GM Mercosul, tenta abrir o porta-malas do Chevrolet Tracker 2021 para mostrar o quanto o espaço interno cresceu. Porém, ele não consegue. O executivo até entra no carro para apertar o botão de abertura elétrica, mas nem assim a tampa se levanta. Acaba pedindo ajuda para a produção, para que abram pela chave, o que também não dá certo e ele desiste, passando para o tópico seguinte.

[12:17] Fabio Trindade

 

Durante a apresentação, até Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, levantou a hipótese de que o motorista não deixou a chave dentro do Tracker, o que impediria a tampa de abrir. O motivo acabou sendo outro, confirmado pela marca em nota:

“Um dos pilares do Novo Tracker é a segurança 360 graus, que se faz presente nos mais diversos sistemas do veículo, incluindo a nova arquitetura eletrônica. Foi ela que impediu a abertura do porta-malas durante a apresentação ao vivo do produto. Isto ocorreu pelo fato de o manobrista ter deixado o veículo no palco com a alavanca da transmissão automática na posição de ponto-morto (N), como o costume de motoristas em paradas de semáforos, por exemplo. Para que a tampa traseira seja aberta pelo lado de fora, além de acionar o destravamento elétrico das portas, é necessário que a alavanca da transmissão esteja na posição de estacionamento P (Parking).”

 

 

Foi o suficiente para a Volkswagen fazer um post no Instagram com um vídeo do Tiguan Allspace, demonstrando a tecnologia de abertura por gestos. E a provocação foi bem clara, pois a descrição diz: "Tem alguém se arrependendo de comprar um SUV que não abre o porta-malas? Com o Tiguan Allspace, você não precisa nem utilizar as mãos."

Embora o Tiguan não seja um concorrente direto, não dá para negar que foi uma boa resposta após os ataques feitos pela GM nos últimos dias. Ainda mais porque a fabricante ainda usou a apresentação para imprensa e concessionários para destacar as críticas de cada modelo. Ela não dizia o nome diretamente, mas colocava a silhueta do veículo. O porta-malas não abrir foi um erro bobo e as chances de serem um problema real são praticamente nulas (afinal, eles devem ter ensaiado e testado o veículo antes), mas deve ter lavado a alma das outras marcas.

Galeria: Chevrolet Tracker 2021