Enquanto no Brasil aguardamos pela estreia da segunda geração do Duster, os europeus estão esperando pela nova geração do Renault Sandero, em sua versão Dacia. O hatch continua rodando em testes por lá e tem estreia prevista para o Salão de Paris (França), em outubro, chegando às lojas somente em 2021. Já por aqui, o lançamento é esperado para 2022 ou até depois.

Galeria: Dacia Sandero 2021 - Novos flagras

Será a maior revolução do Renault Sandero desde seu lançamento original. Passará a ser feito com a plataforma CMF-B, versão maior da plataforma modular, mas em uma variante baixo custo que seria chamada LS (Low Specification), para que o carro continue a ser barato na Europa – afinal, a Dacia é uma marca posicionada abaixo da Renault. Os flagras mostram que o carro está ligeiramente maior, principalmente na largura.

A adoção desta nova plataforma não só irá ajudar a deixá-lo mais seguro, com o uso de aços mais resistentes, como também permitirá a adoção de novas motorizações. Uma delas será o 1.0 turbo de três cilindros, batizado como TCe e que entrega 100 cv e 16,3 kgfm, já usado na Europa e que começa a equipar alguns modelos em países emergentes, como a minivan Triber na Índia, que receberá esta unidade em março.

Outro motor que pode equipar o novo Sandero é um conjunto híbrido-leve formado pelo 1.6 de 140 cv e uma unidade elétrica. Diversas publicações europeias, como a francesa L’Argus e a alemã AutoBild consultaram fontes que confirmaram o desenvolvimento desta motorização, para ajudar a manter a marca dentro das metas de emissões no Velho Continente. Porém, está descartada a chance de uma eletrificação mais profunda, seja como um modelo híbrido normal quanto uma versão totalmente elétrica do hatchback.

Dacia Sandero 2021 - Novos flagras
Dacia Sandero 2021 - Novos flagras

O Sandero terá mudanças ainda maiores no Brasil. Motor1.com conversou com executivos da Renault e eles adiantam que a marca irá se distanciar mais da Dacia, ao invés de apenas pegar o carro da fabricante romena e colocar o seu logo. Isso indica que o compacto terá uma identidade própria. Isso foi confirmado tempos depois por Laurens van den Acker, chefe de design da fabricante, que afirmou que o novo Sandero “será um verdadeiro Renault para todos”.

Veremos a nova geração do Renault Sandero ainda neste ano. Tudo aponta que sua estreia será no Salão de Paris, em outubro, deixando o Logan para outro momento. Porém, ainda teremos que esperar mais um tempo para ver o modelo no Brasil. Por ter uma nova plataforma, será necessário fazer ajustes na fábrica em São José dos Pinhais (PR), e a fabricante ainda não anunciou o investimento para isso. E, considerando que a versão reestilizada chegou às concessionárias em meados do ano passado, só veremos o novo Sandero por aqui em 2022 ou 2023.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com