Nova geração será lançada em março, inicialmente apenas com motor 1.6 SCe

Depois de rodar por meses em testes e ser constantemente flagrada com camuflagem, a nova geração do Renault Duster finalmente deixa de ser segredo no Brasil. Vendido na Europa com a bandeira da Dacia há cerca de 3 anos, o novo modelo chegará ao mercado nacional em março com design próprio e bastante próximo das versões vendidas na África do Sul e Emirados Árabes Unidos.

As imagens agora divulgadas pela marca confirmam detalhes como grade exclusiva na comparação com o Dacia e adiantam que o pacote Outsider continuará sendo ofertado. O kit adiciona revestimento plástico nas caixas de roda e barra de impulsão dianteira integrada com faróis auxiliares, que se somam aos de neblina.

Galeria: Novo Renault Duster 2021 - Brasil

Na traseira, embora a Renault não tenha divulgado fotos da versão nacional, o design será o mesmo do modelo europeu. Ou seja, caracterizado por lanternas quadradas com iluminação interna que, invariavelmente, remetem ao rival Jeep Renegade. Apesar disso, as linhas gerais amadureceram consideravelmente na comparação com a geração passada e ficaram mais arrojadas - todas as chapas de carroceria são novas, explica a marca. A plataforma, no entanto, permanece a mesma B0, apenas atualizada.

Novo Renault Duster
Novo Renault Duster

Na cabine, o painel foi inteiramente redesenhado e evoluiu em quesitos como ergonomia e acabamento. Diferente da versão Dacia, o Duster brasileiro tem saídas de ar retangulares no lugar das circulares e volante exclusivo. Além disso, a central multimídia tem design exclusivo, incluindo moldura mais quadrada e posicionamento mais destacado em relação ao console.

Sob o capô, como já dito, o conhecido motor 1.6 SCe de 120 cv e 16,2 kgfm será oferecido com opção de câmbio manual de 5 marchas ou automático do tipo CVT. O antiquado 2.0 aspirado finalmente deixará de ser ofertado, dando lugar a um powertrain mais moderno e eficiente. A ideia da Renault é substituí-lo pelo novo 1.3 turbo desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz, porém só em um segundo momento - provavelmente no início de 2021. No mercado europeu, o propulsor entrega 130 cv de potência e 24,4 kgfm de torque ou 150 cv e 25,4 kgfm, podendo ser oferecido ainda em uma variante com 170 cv.