Volta rápida Renault Sandero 1.0 SCe - Alma urbana

Se até pouco tempo reclamávamos sobre a idade dos motores dos carros nacionais, não podemos mais fazer isso. Principalmente nos modelo ditos "populares", que receberam sob seus capôs a nova geração de propulsores 3-cilindros, a tendência mundial no quesito eficiência. A Renault entra nesta turma: aposenta o antigo 1.0 16V D4D, lançado no Clio ainda nos anos 2000, e apresenta a nova família SCe, que além do 1.0 12V traz também um novo 1.6 16V de 4-cilindros. 

O foco da marca neste primeiro momento foi o 1.0 de 3 cilindros, que equipa Sandero e Logan - em 2017, equipará também o sub-compacto Kwid. Para o roteiro em Curitiba (PR), que privilegiou trechos urbanos, escolhemos o hatch da versão Expression, intermediária, tabelado a R$ 44.950, que nada muda em visual ou pacote de equipamentos. Pois é, não foi agora que alinhamos o estilo com o apresentado durante o Salão de Paris no estande da Dacia. Mas agora é hora de conhecer o novo motor. 

Leia também:

Diferente do que foi especulado, o SCe não tem nada do propulsor que hoje roda nos Nissan March e Versa 1.0. Por mais que seja irmã de aliança, a equipe de engenharia deixa claro que ali está um projeto totalmente novo, feito em parceria pelo Brasil, França e Japão. Fabricado em São José dos Pinhais (PR), ele é um pr...