A 991 chega ao fim um ano depois da chegada da 992

Para mentira, mas 2020 está aí e, tecnicamente falando, a era 992 do Porsche 911 já tem um ano. O atual 911 Carrera foi apresentado em novembro de 2018 durante o Salão de Los Angeles, então percebemos que a geração anterior, 911, ainda estava em produção. Agora sim ela se despede de vez com um glorioso 911 Speedster como o último 991 produzido. 

"A Porsche se baseia em tradição e inovação", disse o chefe de desenvolvimento da Porsche, Michael Steiner. "E isso está refletido claramente no coração da marca, o 911. O 911 substituiu o 356 em 1963 e, por décadas, o modelo com motor traseiro cresceu como um ícone esportivo. A geração 991 em particular trouxe novos marcos em termos de performance, dirigibilidade e eficiência. Isso me enche de orgulho, ao mesmo tempo com tristeza, ter que dar a aposentadoria para ele. Para mim, posso dizer que o 991 me deu um imenso prazer". 

Não há como negar que a geração 991 foi a melhor do 911 em diversos aspectos. Para começar, ela viu mais edições especiais que qualquer outra, desde os GT2 e GT3 RS aos exclusivos como o 911 R, a Turbo S Exclusive Series e claro, a Speedster como visto aqui. E também foi a geração que mais vendeu, com 233.540 unidades desde que foi lançada em 2011. 

Galeria: Porsche 911 - O último da geração 991

Esta geração viu diversos marcos da Porsche. O 50º aniversário do 911 veio em 2013, seguido pelo 50º aniversário do 911 R em 2017. O 911 1 milhão foi um 991, e a própria Porsche celebrou seus 70 anos em 2017, junto com a chegada do 911 GT2 RS, o mais potente 911 de rua de todos os tempos. 

É um bom legado para o 991 seguir. O atual Carrera é bom e estamos a poucos meses de conhecer o 911 Turbo. Pelo jeito, ainda há muito o que ver na história deste esportivo com motor traseiro icônico. 

Fonte: Porsche