Já dirigimos: Porsche 911 Carrera T manual, a pureza máxima

– Saint Helena, California

Para moderar a velocidade enquanto dirigimos a nova versão do Porsche 911 pelas montanhas Mayacamas de Napa Valley até Sonoma, apenas com a aparição periódica de algum caminhão carregado de árvores em suas carretas. Eles também aparentam ser um obstáculo bem perigoso em caso de colisão, além de deixar um rastro de casca vermelha pela estrada. 

Porsche 911 Carrera T

Então a precisão milimétrica da direção do 911 Carrera T é de fundamental importância para poder andar rápido sem pensar que a gente deveria ter feito um seguro de vida antes de ser apresentado à diversão. Este é o novo Carrera T (T de Touring), e o que ele entrega é um acerto para o melhor desempenho combinado com um excelente motor. 

Esta receita foi feita para prover a dirigibilidade de um carro esportivo dos sonhos com um preço, digamos, acessível, e sem o exagero de potência das versões mais caras. No caso do Carrera T, o minimalismo se estende no uso de vidros mais finos e leves e, meu detalhe favorito, a substituição do puxador das portas por uma simples fita de nylon. 

Porsche 911 Carrera T
Porsche 911 Carrera T

O Carrera T também deixou de lado o isolamento acústico, que de bônus te dá um som sem filtros dos 375 cv do motor 3.0 biturbo de 6 cilindros boxer. O único som indesejado é o dos pneus 245/35 R20 da dianteira e 335/30 R20 da traseira com o asfalto, que pode ser alto o suficiente para fazer você ouvir o rádio em volumas mais altos que o de costume para vencer esta guerra. 

Coloque os opcionais bancos esportivos mais leves, e o Carre...