A Tesla diz que conseguirá marcar 7:20 e, com melhorias, pode até fazer uma volta em 7:05

A Tesla foi até Nürburgring Nordschleife com uma missão: quebrar o recorde para carros elétricos, atualmente do Porsche Taycan. O ex-piloto e campeão da Fórmula 1, Nico Rosberg, até se ofereceu para guiar o carro. E, aparentemente, conseguirão cumprir o objetivo, pois a fabricante postou no Twitter que os testes preliminares indicam que o Model S Plaid, versão preparada do carro, conseguirá marcar uma volta de 7:20 - ou até menos.

Galeria: Tesla Model S P100D+ Plaid aparece em testes

Diversas mídias relatam que a Tesla colocou quatro unidades do Model S Plaid para rodar em Nürburgring durante a semana. Dos quatro carros, um teria perdido todos os itens dentro da cabine e é o que supostamente teria marcado uma volta em 7:23. Os outros Model S seriam bem mais lentos. A revista alemã Auto Motor und Sport diz que um deles teria marcado 7:40, o que ainda supera o recorde do Taycan, de 7:42.

Como ainda não é nada oficial, a Tesla está testando possibilidades. Por exemplo, um dos protótipos estava usando pneus Goodyear Eagle F1 Supercar RS, que ainda não foi lançado pela fabricante. Outra unidade teria usado o Michelin Cup 2 R, um protótipo ainda em testes. A marca deixou Nürburgring sem fazer um tempo oficial e uma das unidades teve que deixar o circuito em uma plataforma, como mostra o vídeo abaixo. Os rumores dizem que é justamente o Model S que perdeu todos os equipamentos e que teria feito o melhor tempo.

'

Após os testes iniciais, a Tesla anunciou que irá trabalhar um pouco mais no carro e que retornará ao circuito no mês que vem, dizendo que é possível marcar um tempo de 7:05. Caso consegui essa marca, irá superar muitos esportivos como Porsche 911 GT3 RS (7:05.41) ou Nissan GT-R Nismo (7:08).