Atualizações focam na eletrônica da superesportiva; preços vão até R$ 81.590

Depois da renovação completa na linha 2017, a Honda CBR 1000RR Fireblade recebe atualizações para o modelo 2019 - que, segundo a marca, vieram dos testes da MotoGP. O conjunto mecânico segue o mesmo: motor 4 cilindros de 999,8 cc com 191,7 cv de potência e 11,82 kgfm de torque ligado ao câmbio de 6 marchas. O peso é de 183 kg, sendo 1 kg a menos na versão SP pelo tanque de titânio.

Galeria: Honda CBR 1000RR Fireblade

Para a linha 2020, o sistema de controle de torque (HSTC) recebeu uma nova calibração e melhores respostas do acelerador. O Wheelie control (anti-empinada) agora está independente do HSTC e permite um melhor ajuste e gerenciamento para cada piloto. Junto, o ABS foi trabalhado para agir menos em altas velocidade, além de haver uma nova calibração do acelerador. 

A versão SP se diferencia pela suspensão dianteira e traseira da Ohlins. A unidade de controle da suspensão recebe as informações de um acelerômetro de cinco eixos, além de outros sensores como de velocidade de rodas e ângulo de curva. 

A Honda CBR 1000RR Fireblade custa R$ 71.390, enquanto a SP sai por R$ 81.590. 

Fotos: divulgação