Variante estreará na China em 2020 e pode vir para brigar com o Tiguan Allspace

A nova geração do Chevrolet Blazer ainda está bem fresca no mercado global e terá uma nova variante. A fabricante testa uma versão de 7 lugares, que pode ser batizada como Blazer XL. Após ser antecipada pelo conceito FNR-CarryAll apresentado na China, ela já aparece em testes em sua versão de produção. E rumores dizem que pode ser lançada na América do Sul.

Embora o protótipo avistado ainda esteja vestindo muita camuflagem, é possível notar algumas das diferenças, como a traseira longada e o teto mais reto. O espaço extra na parte de trás servirá para inclui uma terceira fileira de assentos - e deixar o porta-malas maior ao rebater os bancos.

Tudo indica que o Chevrolet Blazer XL será um modelo para alguns mercados mais específicos, como China e América do Sul, como uma alternativa ao Traverse norte-americano. A variante chinesa adotaria o motor 2.0 turbo de 240 cv, enquanto o modelo para a América Latina seria equipada com o 3.6 V6 de 309 cv. Ambos usarão o câmbio automático de 9 marchas.

O que ajudaria o Chevrolet Blazer a chegar ao Brasil é o início de sua produção no México, ocupando o espaço na linha de montagem que antes era do Cruze. Como viria sem pagar impostos de importação, conseguiria ter um preço mais competitivo, enfrentando o Volkswagen Tiguan Allspace e o futuro modelo de sete lugares da Jeep. Porém, é possível que ele seja vendido em apenas alguns mercados da região, como é o caso do novo Captiva, deixando o Brasil de fora.

Fonte: Carpix