Tecnologia usa motor elétrico para impulsionar o carro e oferece consumo de até 30 km/litro.

Motor1.com já havia confirmado em fevereiro que o Nissan Kicks seria o primeiro modelo vendido no Brasil a contar com a tecnologia e-Power. A informação havia sido revelada pelo Presidente da Nissan no Brasil, Marco Silva, à nossa reportagem. Agora durante o lançamento do 100% elétrico Nissan Leaf, executivos da montadora deram mais alguns detalhes sobre o projeto.

O principal objetivo da Nissan para vender o Kicks e-Power no Brasil é convertê-lo para flex. "Tem que ser flex", cravou um executivo a Motor1.com. Além de tornar o conjunto mais eficiente em termos de redução de CO2 com etanol, o objetivo é não deixar a Toyota reinar sozinha com o sistema híbrido flex que estará presente no novo Corolla, o primeiro do gênero no mundo.

Embora as tecnologias e a forma de propulsão sejam diferentes, seria um ponto crítico lançar a tecnologia e-Power no Brasil com funcionamento apenas à gasolina. 

Nós já tivemos contato com a tecnologia e-Power durante um teste no autódromo de Interlagos em uma unidade do Note trazido do Japão especialmente para demonstração (veja o vídeo abaixo). O sistema e-Power se diferencia dos demais sistemas híbridos ao utilizar um motor de 1,2 litro movido a gasolina apenas para gerar energia que impulsiona o motor elétrico e recarrega as baterias.

Na prática, o carro é impulsionado apenas pelo motor elétrico e o motor a gasolina apenas gera energia. O resultado são médias de consumo entre 30 a 32 km/litro.

Para o Brasil ainda não está definido se o Kicks será equipado com este motor 1,2 litro ou o 1,0 litro já produzido por aqui. De acordo com os executivos, o Kicks e-Power Flex deve chegar nas lojas em dois anos.

Colaborou Nicolas Tavares

'