Modelo ainda misterioso será fabricado nos EUA

Apesar de já contar com nada menos que seis diferentes SUVs em oferta nos Estados Unidos (C-HR, RAV4, Highlander, 4Runner, Sequoia e Land Cruiser), a Toyota programa para breve a chegada de mais um utilitário esportivo à terra do Tio Sam.

Em anúncio recente, a marca confirmou que prepara a fábrica de Huntsville, no Alabama, para produção de um novo utilitário esportivo e prometeu fazer um pronunciamento mais detalhado em breve. Diante de tanto mistério, poucas informações sobre o novo SUV foram conhecidas até agora, mas as principais especulações apontam para um modelo posicionado abaixo do RAV4 e pensado como alternativa mais off-road ao C-HR (considerado essencialmente urbano).

Galeria: Toyota FT-4X Concept

A fábrica que está sendo preparada para receber a novidade será inaugurada em 2021 (data provável de chegada do modelo ao mercado) e consumirá algo em torno de US$ 1,6 bilhão em investimentos. A planta é fruto de uma parceria firmada com a Mazda e terá capacidade para entregar anualmente 300 mil veículos (150 mil para cada marca). No caso da Toyota, a ideia inicial era produzir na unidade o sedã Corolla e complementar o volume que já sai da fábrica de Blue Springs, no Mississippi. No entanto, as vendas do modelo nos Estados Unidos caíram de 360.483 unidades em 2016 para 280.886 unidades em 2018, de tal modo que o reforço previsto não será mais necessário.

Diante disso, a chegada do novo crossover é justificada pela marca como “resposta às mudanças das demandas do mercado e o crescente apetite do consumidor por caminhonetes e SUVs, que estão alcançando vendas recordes”. A identidade do modelo ainda é um mistério, mas rumores apontam para uma possível versão de produção do conceito FT-4X, apresentado no Salão de Nova York de 2017. O modelo teria posicionamento mais aventureiro que o C-HR (atual SUV de acesso da marca nos EUA) e rivalizaria diretamente com o Jeep Renegade, tendo a mesma pegada quadrada e raiz no visual, além de opção de tração 4x4. A própria Toyota, inclusive, já disse que pode ter mais de um veículo no segmento se eles forem diferentes o suficiente.

Fonte: Toyota