Ameaçado pelos SUVs, segmento volta a registrar queda

Entre junho e setembro o segmento de sedãs médios registrou quedas na casa dos dois dígitos. Em outubro houve um pequeno respiro (+1,9%), mas novembro trouxe de volta a dura realidade de 2018: com 10.570 emplacamentos, menos da metade do que sozinho emplacou o Chevrolet Onix no período, as vendas recuaram 5,3%.

Comparativo: VW Jetta x Honda Civic x Toyota Corolla

Mesmo mantendo uma enorme vantagem na ponta – somados, os dois adversários mais próximos ainda não chegam nele -, o Toyota Corolla (5.023) perdeu 9,3% de seus compradores de 2017. Em relação a outubro, quando registrou o seu melhor desempenho no ano, o modelo recuou mais de 15%.

O pódio permaneceu inalterado, com o Honda Civic (2.202) à frente do Cruze (1.861), ambos com altas superiores a 13,5%. O resultado do Chevrolet, aliás, foi o melhor desde agosto do ano passado (1.948). Quinto no último ranking, o Nissan Sentra (447) subiu uma posição graças ao maior avanço do top 5 (+47,5%).

Honda Civic EXL 2018

Já o novo Jetta ainda não parece ter encantado os consumidores do segmento. Em seu terceiro mês no mercado, registrou apenas 387 emplacamentos, número 34,3% inferior ao registrado pela geração anterior no ano passado. O lançamento da versão 250 TSi, com preço de entrada abaixo dos R$ 100 mil, pode dar um fôlego adicional nos próximos meses. A conferir.

Em sexto, o Ford Focus Fastback conquistou a preferência de apenas 203 consumidores, seu pior resultado no ano. O modelo, aliás, não vendia tão pouco desde janeiro de 2002, último mês com dados ainda divulgados pela Fenabrave – como curiosidade, esta também foi a mesma situação vivenciada pela versão Hatch do Focus em novembro.

Citroën C4 Lounge 2019

Atrás do Mitsubishi Lancer (157) e do Kia Cerato (140), o C4 Lounge também não teve nenhum motivo para comemorar o final do mês passado. Com apenas 106 unidades comercializadas, o representante da Citroën atingiu o seu nível mais crítico desde setembro de 2013, quando começou a ser oficialmente distribuído.

Na rabeira, como no mês anterior, figuraram 408 (17) e Fluence (3). Enquanto o Renault conta apenas com estoque residual antes do seu desaparecimento completo do mercado, o Peugeot continua a ser vendido normalmente – e, ressalte-se, este foi o seu segundo pior resultado desde janeiro de 2011, quando teve as primeiras unidades emplacadas no Brasil.

Sedãs Médios

POS.

MODELO

TOTAL 2018

NOV/18

OUT/18

NOV/17

% NOV 18

% OUT 18

VARIAÇÃO NOV/OUT

VARIAÇÃO 2018/2017

TOYOTA COROLLA

53880

5023

5928

5536

47,52%

48,99%

-15,27%

-9,27%

HONDA CIVIC

23968

2202

2298

1857

20,83%

18,99%

-4,18%

18,58%

CHEVROLET CRUZE

18132

1861

1723

1639

17,61%

14,24%

8,01%

13,54%

NISSAN SENTRA

4087

447

522

303

4,23%

4,31%

-14,37%

47,52%

VW JETTA

3999

387

523

589

3,66%

4,32%

-26,00%

-34,30%

FORD FOCUS FASTBACK

4066

203

354

624

1,92%

2,93%

-42,66%

-67,47%

MITSUBISHI LANCER

1478

157

174

1

1,49%

1,44%

-9,77%

15600,00%

KIA CERATO

2231

140

153

134

1,32%

1,26%

-8,50%

4,48%

CITROËN C4 LOUNGE

3124

106

273

189

1,00%

2,26%

-61,17%

-43,92%

10º

HYUNDAI ELANTRA

1057

24

119

131

0,23%

0,98%

-79,83%

-81,68%

11º

PEUGEOT 408

723

17

31

64

0,16%

0,26%

-45,16%

-73,44%

12º

RENAULT FLUENCE

686

3

3

89

0,03%

0,02%

0,00%

-96,63%

 

 

117431

10570

12101

11156

100,00%

100,00%

-12,65%

-5,25%

Fonte: Fenabrave

Galeria: Novo VW Jetta 2019 (BR)