Modelo será apresentado ao público no Salão de Frankfurt do ano que vem

À venda no mercado global desde 2013, a atual geração do Renault Captur não deve demorar mais do que 1 ano para se aposentar e dar lugar a uma linhagem inteiramente nova. Os trabalhos de desenvolvimento seguem acelerados e, apesar do segredo mantido pela marca, detalhes sobre o projeto já começam a escapar. Um dos principais diz respeito exatamente ao novo sistema de propulsão, que na versão e-Tech será híbrido do tipo plug-in e deverá ser o primeiro do tipo a equipar um modelo da empresa.

Pelo que já foi descoberto, o sistema será formado pela união de um motor 1.6 de 4 cilindros a gasolina com um propulsor elétrico alimentado por uma bateria de 9.8kWh. A potência conjunta a ser gerada ainda não foi divulgada, mas um dado já é certo: a autonomia no modo elétrico será de pelo menos 50 km. Já nas versões convencionais, o grande destaque ficará por conta do novo motor 1.3 turbo, cujo desenvolvimento foi tocado em parceria com a Mercedes-Benz.

Comparativo Ford EcoSport x Renault Captur

Na questão do design, a expectativa é que a estratégia a ser seguida seja evolucionária, já que a marca julga como bem acertado o desenho do modelo atual. Desse modo, o novo Captur não trará grandes rupturas estéticas e adotará na prática linhas amadurecidas.

O lançamento público na Europa acontecerá no final do ano que vem, mais precisamente no Salão de Frankfurt. No Brasil ainda não há data programada, principalmente pelo fato da plataforma do nosso SUV ser diferente do europeu. 

Fotos: Divulgação e Arquivo Motor1.com

Galeria: Renault Clio crossover - Flagra

Foto de: CarPix