Recurso tem se tornado padrão entre modelos de luxo - e novo sedã não fugirá à regra

Depois de apresentadas as renovações das linhas Série 7 e Série 5, a BMW concentra todos os esforços na finalização do desenvolvimento da nova geração do Série 3. Modelo mais conhecido e vendido do portfólio da montadora, o sedã passará por uma remodelação completa em 2018 e se tornará mais eficiente e tecnológico do que nunca. O visual não terá grandes rupturas (como de costume na marca), mas promete linhas mais atraentes e alinhadas com a recente identidade apresentada no conceito da nova geração do Z4.

BMW 3 Series Spy Photos

Leia também:

A camuflagem ainda esconde muita coisa, mas é perceptível que o Série 3 ficará ligeiramente maior. A grade manterá o tradicional formato "duplo rim", mas agora as aletas da grelha serão móveis e, dependendo da situação, poderão ser fechadas para melhorar a aerodinâmica na estrada. Eficiência é a palavra de ordem do projeto, dizem informantes, tanto que as variantes híbridas passarão a ter força bem maior na gama de versões. A plataforma usada será a conhecida arquitetura CLAR, que preservará a tração traseira, e que já foi adotada pelos irmãos maiores das Séries 5 e 7.

BMW 3 Series Spy Photos

Por dentro, a grande novidade ficará por conta do quadro de instrumentos digital - recurso cada vez mais comum em lançamentos recentes, especialmente em modelos de luxo. Haverá, porém, uma particularidade: os elementos analógicos não serão completamente abandonados e integrarão o sistema de forma combinada. O flagra mostra uma generosa tela ao centro, ladeada pelos tradicionais velocímetro e conta-giros.

Fotos: CarPix

BMW Série 3 - Flagra interior