Roberto Nasser diz que modelo escolhido será a T6, também chamada de Frison

A JAC pretende ampliar seu leque de produtos no Brasil. Ela mesma já mencionou, ao anunciar seu novo logotipo, que terá 9 novos veículos por aqui nos próximos 18 meses. Apostamos que um deles seria o novo crossover S7, mas a coluna mais recente de Roberto Nasser dá conta de que também há uma picape média nos planos. Chamada lá fora de T6 ou de Frisson, mesmo nome do crossover médio vendido por aqui (e que se chama S5 em seu mercado de origem), ela tem porte grande, que pudemos conferir ao vivo no Salão de Xangai, e deve ter preço bem competitivo, como é tradição entre os modelos da marca.

Leia também:

Nasser diz que a notícia de sua importação veio à tona em uma convenção de concessionários, com previsão de chegada em março de 2018. A Frison tem 5,32 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,81 m de altura e um entre-eixos de 3,10 m. Ela deverá ser vendida por aqui com motorização diesel e opções de tração traseira ou nas quatro rodas. O câmbio será manual de 6 marchas, um pecado que deve ser sanado pelo preço baixo.

 

JAC T6 Frison, a picape da JAC

 

Com 1.930 kg de peso em ordem de marcha e peso bruto total de 2.830 kg na versão diesel, a Frison/T6 tem motor 1.9 de 136 cv a 3.600 rpm e torque máximo de 32,6 kgfm de 1.600 rpm a 2.600 rpm. O problema é que este motor atende emissões Euro IV. O padrão mínimo admitido no Brasil é o Euro V, o que mostra que ele deve ou ser atualizado ou trocado por um que atenda a legislação local.

 

JAC T6 Frison, a picape da JAC

 

O interior parece seguir o padrão da marca, lembrando bastante o do crossover médio que é seu homônimo. Chama a atenção a central multimídia no console central.

Com fama de confiável no mercado chinês, a JAC, fabricante tradicional de caminhões em sua terra natal, vem tentando repetir a boa reputação por aqui. O ataque ao segmento de picapes, se concretizado, reforçará essa estratégia. Afinal, poucos modelos dependem tanto de robustez quanto elas. Fora que seu principal cliente é o agronegócio, aparentemente o único setor em que o Brasil é competitivo. Se a marca se der bem nele com a T6/Frison, terá dado um passo importante em ganhar a confiança dos clientes brasileiros.

Fotos: divulgação 

 

JAC T6 Frison, a picape da JAC