Em um vasto mercado como o brasileiro, ainda há propulsores exclusivos para determinadas versões

Muito já falamos aqui sobre os diversos novos motores que chegaram ao mercado nacional durante 2016. Até fizemos uma matéria especial sobre eles (que você pode ler aqui) e mostramos que as fabricantes tiveram de se atualizar para chegar a níveis de consumo e emissões impostos pelo governo e pelo Inovar Auto. Mas constatamos que alguns deles são propriedade exclusiva de determinadas versões, que representam uma pequena parcela das vendas de seus modelos. A não ser os da Toyota, são todos importados. Veja quais são eles:

 1.5 Turbo (Honda Civic Touring)

Teste CARPLACE: Novo Honda Civic resgata a ousadia e foco na dinâmica

 

Primeiro motor turbo da Honda, o 1.5 (173 cv e 22,4 kgfm de torque) chega ao Brasil por importação originada dos Estados Unidos. Em Sumaré (SP), é destinado exclusivamente à versão Touring, a topo de linha, que custa R$ 124.900, e está ligado ao câmbio CVT com simulação de 7 marchas. Movido apenas a gasolina, tem 173 cv e 22,4 kgfm de torque.

Veja nosso teste do Honda Civic Touring

1.0 EcoBoost (Ford Fiesta Titanium Plus)

Focus e Fiesta

 

A Ford já trazia os motores da família EcoBoost para o Brasil, mas apenas sob o capô do Fusion (o 2.0), com tudo incluído. Quando anunciou a vinda do 1.0 turbo de 3 cilindros, muito se falou sobre uma renovação da linha Fiesta. Importado da Romênia, ele acabou ficando exclusivamente na versão Titanium Plus, de R$ 74.490. Ligado ao câmbio Powershift de 6 marchas, são 125 cv e 17,3 kgfm de torque, usando apenas gasolina. 

Veja nosso teste do Fiesta EcoBoost

1.3 VVT-I (Toyota Etios Hatch X)

Toyota Etios X 2018

 

Na linha de frente da Toyota, está o Etios. Por R$ 45.990, a versão X é a única com o motor 1.3 flex de 88/98 cv, que serve como opção aos populares 1.0. Feito em Porto Feliz (SP), tem cabeçote e bloco em alumínio e duplo comando variável e está acoplado ao câmbio manual de seis marchas ou automático de quatro. Os demais Etios usam o motor 1.5 flex de 102/107 cv.

Veja nosso vídeo do Toyota Etios X 1.3

 1.8 VVT-I (Toyota Corolla GLI)

Toyota Corolla GLi 2016

 

Como o irmão Etios, o Corolla também reserva um motor menor para a versão de entrada. Para a GLI, de R$ 87.990, o 2.0 de 143/154 cv dá lugar ao 1.8 de 139/144 cv, sempre ligado ao câmbio CVT com simulação de 7 marchas. 

Veja aqui nosso supercomparativo com os sedãs médios, inclusive o Toyota Corolla

1.0 Kappa Turbo (Hyundai HB20 Comfort Plus)

Hyundai HB20

 

Importado da Coreia, o 1.0 de 3 cilindros, conhecido como Kappa, chega ao Brasil em sua versão turbo para a linha intermediária do HB20, vendida apenas na versão Comfort Plus. Ligado ao câmbio manual de 6 marchas, são 98/105 cv e 13,8/15 kgfm de torque, o colocando entre o 1.0 aspirado e o 1.6. Custa R$ 49.830 na versão hatch e R$ 54.065 na sedã. 

Veja nosso teste do Hyundai HB20 1.0 Turbo

 2.4 Tigershark (Fiat Toro Freedom)

Volta Rápida Fiat Toro 2.4 Tigershark Flex: A força que faltava

 

A picape Toro foi duramente criticada ao ser lançada com o motor 1.8 Etorq como opção flex. Importados do México, os Tigershark já são conhecidos por equipar o Renegade exportado e, na opção 2.0, também o Jeep Compass vendido por aqui. Para a picape, a solução foi trazer o 2.4, que não sofre aumento de IPI entre as picapes por ser maior. O Tigershark 2.4 tem 174/186 cv, 23,5/24,9 kgfm de torque, vem ligado ao câmbio automático de 9 marchas e mudou o comportamento da Toro. Ela custa R$ 98.730 e é vendida apenas na versão Freedom. 

Veja nosso teste da Fiat Toro 2.4

Fotos: divulgação/arquivo Motor1.com