Com novo motor 1.5 e câmbio automático de 6 marchas, Ka destrona o Etios

Na seara entre R$ 50 mil e R$ 60 mil, entra em cena um item muito desejado nos últimos tempos: o câmbio automático. Ele equipa dois dos três finalistas da categoria, na qual também começam a aparecer os sedãs e até um subcompacto com motor turbo. Melhor novamente para o Ka, que já havia ganho entre os 1.0 e aqui repete a vitória. Confira:

1) Ford Ka SE 1.5 AT: R$ 57.890

Revisões: R$ 1.380,00

Desvalorização: 11,4%

Seguro: R$ 2.570,00

Cesta de peças: R$ 2.235,45

Ford Ka SE 1.5 AT 2020
Mais importante que a leve reestilização do Ka no ano passado foi a estreia do novo motor 1.5 de 3 cilindros ligado ao câmbio automático de 6 marchas, mesmo powertrain do EcoSport. Oferecido desde a versão SE, esse conjunto fez do hatch da Ford uma das opções mais acessíveis para quem deseja abandonar o pedal de embreagem. Em relação ao Etios, campeão do ano passado, o Ka vence principalmente pelo motor mais forte (1.5 de 136 cv e 16,1 kgfm) e pela transmissão mais moderna, com duas marchas extras (são apenas 4 no Toyota). Ele é um pouco mais caro que o Toyota, mas sua cesta de peças é a mais barata da categoria e sua desvalorização é menor que a do hatch de origem japonesa.  
 

2) Toyota Etios 1.3 X AT: R$ 56.390

Revisões: R$ 1.144,60

Desvalorização: 17,5%

Seguro: R$ 2.500,00

Cesta de peças: R$ 2.743,59

Toyota Etios X 2018

O lançamento do Yaris tirou do Etios o protagonismo como compacto da Toyota, embora ainda seja o carro de entrada da marca. Isso se refletiu nas vendas e consequentemente na desvalorização, que aumentou bastante em relação ao ano passado. Fora isso, o Etios X AT continua se destacando por ser o automático de verdade (e não automatizado) mais acessível do Brasil, além de já vir de série com os controles de tração e estabilidade (que o Ka só oferece nos caros Titanium e Freestyle). Para completar, tem as revisões mais baratas e conta com o respaldo da rede Toyota, líder de satisfação entre as marcas generalistas pela pesquisa do J.D. Power Brasil. 

3) Fiat Argo Drive 1.3: R$ 53.690

Revisões: R$ 1.196,00

Desvalorização: 10,2%

Seguro: R$ 2.400,00

Cesta de peças: R$ 3.999,03

Fiat Argo Drive 1.3

A Fiat reposicionou o Argo Drive 1.3 na linha 2020, baixando nada menos que R$ 2.900 no preço - agora ele custa apenas R$ 1.000 a mais que o Drive 1.0. Mas, como o almoço nunca é grátis, essa redução veio acompanhada de um corte de equipamentos. Se antes o modelo vinha com central multimídia de série, agora ele não traz sequer um rádio (a tela de 9" é um opcional de R$ 2.200), e até mesmo a moldura do volante e do painel é vendida à parte (R$ 100). Confortável e com motor eficiente (109 cv e 14,2 kgfm), o Argo é superior aos rivais em porte e acabamento, mas fica devendo um câmbio automático - só disponível nas versões 1.8. Revisões são baratas, mas a cesta de peças é salgada.   

Dica: VW Up! Connect TSI - R$ 54.890

Volkswagen Up! Connect 2020

Ele se tornou o queridinho de quem procurava um "hot hatch" acessível. Tudo bem que não é sua proposta, mas o Up TSI levou a fama com baixo peso aliado ao motor 1.0 turbo de até 105 cv e 16,8 kgfm de torque. A linha 2020 ganhou uma nova versão, a Connect, já equipada com direção elétrica, ar-condicionado, sistema de som com USB e Bluetooth, e controle de tração. Para quem não precisa de espaço e quer um carro divertido de dirigir por menos de R$ 60 mil, é a escolha certa.

Fotos: divulgação e arquivo Motor1.com 

Galeria: Ford Ka SE 1.5 AT 2020