Já dirigimos: Novo Toyota RAV4 Hybrid 2019, a vantagem elétrica

Parece que a eletrificação é a substituta definitiva para motores de cilindradas maiores. No lugar de colocar um motor maior no novo RAV4, a Toyota mais uma vez optou em juntar o motor 2.5 (agora com o eficiente ciclo Atkinson) com um trio de motores elétricos (dois no eixo dianteiro e um no traseiro). Este conjunto tem 222 cv - 16 cv a mais que o 2.5 utilizado na versão básica e que estava no RAV4 Hybrid anterior - e faz dele a versão mais rápida desta nova geração do SUV

Claro, ser rápido é algo relativo e os 7,8 segundos estimados pela marca para o Hybrid chegar aos 96 km/h não é nada surpreendente. Mesmo assim, cumpre a prova meio segundo mais rápido que o seu antecessor e, graças ao imediatismo do torque do motor elétrico, parece ainda mais rápido do que os números sugerem. 

Um pacote de baterias mais compacto agora está sob os bancos traseiros (como no Prius), o que mantém o porta-malas livre. Com isso, o RAV4 Hybrid tem o mesmo espaço de 1.064 litros (até o teto) das demais versões, além de ter 57 litros a mais que o anterior. O restante do interior é quase idêntico aos das demais configurações, a não ser pelo painel de instrumentos e alguns menus da central multimídia específicos da versão.

Toyota RAV4 Hybrid

Esta versão XSE Hybrid tem uma pegada mais esportiva, com as rodas de 18" pintadas de preto e pintura da carroceria em duas cor...