Nova geração do SUV compacto chega ao Brasil carregado de tecnologias por R$ 312.900

Não, esta não é a segunda reestilização do Land Rover Range Rover Evoque. Apesar de manter os elementos mais fortes de design do SUV (e o nome comprido) intactos, esta é a segunda geração do modelo que revolucionou como vemos os modelos da marca inglesa. Para o Brasil, local onde ele até já foi montado, por enquanto temos apenas a versão topo, P300 HSE R-Dynamic, que ultrapassa os R$ 300 mil e quer continuar sendo o sucesso de seu antecessor. 

O que é?

"Do antigo, restou apenas as dobradiças das portas". É assim que a Land Rover resume o novo Evoque. Sob o design evolutivo (ou seja, quando ele apenas adota novos elementos sem perder uma identidade anterior) está a nova plataforma PTA (Premium Transverse Architeture), uma evolução da anterior D8, ainda da época Ford e que está no Jaguar E-Pace e Land Rover Discovery Sport. Sua maior mudança está na preparação para a eletrificação híbrida e plug-in. 

Land Rover Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic (BR)

Falando em eletrificação, este Evoque traz o chamado mild-hybrid, quando um motor elétrico tem a função de alternador, motor de partida e auxiliar do motor a combustão. É um sistema baseado em uma arquitetura de 48 volts e tem uma pequena bateria para armazenar energia, porém não tem a mesma força e função de um híbrido que conhecemos, como por exemplo no Toyota Prius. Em teoria, seu trabalho é auxiliar o motor Ingenium 2.0 turbo (pulsativo) a gasolina (AJ200) com 300 cv e 40,8 kgfm de torque principalmente em uso urbano, mas em nenhum momento trabalhar solo. 

A plataforma PTA deu ao Evoque um entre-eixos 21 mm maior, chegando aos 2.681 mm, mas não mudou o comprimento do carro, ou seja, um reajuste de balanços dianteiro e traseiro. O resultado é espaço interno mais generoso principalmente para os ocupantes traseiros, mas nada que o destaque no segmento. No porta-malas, 16 litros a mais, um total de 591 litros. 

Land Rover Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic (BR)

O maior destaque do Evoque está na carga tecnológica. Começando pelo interior, ele adota três telas (painel de instrumentos, sistema multimídia e central de comandos logo abaixo) e tem, além de câmeras 360º, um sistema que simula o que passa por baixo do capô do carro, como se não existisse o motor ali na frente; e um retrovisor que pode trabalhar em conjunto com uma câmera instalada na antena traseira, ideal para quando o vidro traseiro estiver obstruído - semelhante ao que vimos no Chevrolet Bolt. Até o famoso sistema de tração integral da Land Rover, o Terrain Response, ganha uma nova geração para o Evoque e agora agrega a função Auto, que trabalha os sistemas de tração, motor e transmissão automaticamente dependendo da superfície percorrida.

Como anda?

A Land Rover preparou um trajeto com mais de 400 km para este primeiro contato com o Evoque. Apesar de uma proposta mais urbana e rodoviária, a marca inglesa quis mostrar que seu SUV compacto pode sim enfrentar pisos diferentes - apesar que dificilmente veremos um Evoque na terra durante a sua vida. 

Galeria: Land Rover Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic (BR)

O primeiro deslocamento foi por rodovia. Neste ponto, o Evoque mostrou a força dos 300 cv e um câmbio com trocas suaves mesmo no modo Sport. Percebi que o SUV está mais confortável para dirigir, com uma suspensão mais macia e direção elétrica mais leve. Se por um lado desagrada quem já dirigiu o Evoque anterior, é bom para o público alvo deste segmento. Chama a atenção também o bom isolamento acústico, mas peca em um consumo inferior aos 10 km/l (gasolina). Segundo a Land Rover, o sistema híbrido leve é mais eficiente na cidade, algo que teremos que conferir em breve, em um teste completo. 

Caso você tenha coragem de colocar seu Evoque na terra, aqui estão nossas impressões do carro no off-road. A altura mínima em relação ao solo é de 212 mm, com 600 mm de capacidade de imersão, 20,8º de entrada e 30,6º de saída. São números bons, mas que exigem cuidado para o uso. Durante o trajeto, não tivemos problemas com isso em nenhum momento, mas vale a atenção principalmente para os pneus nas rodas de 20".

Land Rover Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic (BR)
Land Rover Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic (BR)

Não o levamos ao extremo, mas o Evoque passou por estradas de terra, pedras e algumas leves travessias de água. O sistema Terrain Response trabalha bem em seus modos de operação (asfalto, areia, grama/cascalho, lama/buracos), inclusive no automático, com transição imperceptível do modo de tração 4x2 para o 4x4. Há também o assistente de descida e o piloto automático para off-road, onde o carro faz a aceleração até velocidade determinada e o motorista apenas se preocupa com a direção e freios. O próprio controle de tração trabalha conforme o modo selecionado e, em situações onde patinar as rodas era necessário para cavar aderência, deixou o sistema fazer seu trabalho. 

Quanto custa?

O novo Range Rover Evoque chega ao Brasil apenas na versão mais cara, a P300 HSE R-Dynamic. Este pacote inclui piloto automático adaptativo, assistente de faixa, sistema de estacionamento automático, seis airbags, as três telas no interior, bancos em couro Windsor, rodas de 20", som Meridian e o Terrain Response 2, além das câmeras 360º e a de "capô transparente". Custa R$ 312.900. Porém, o chamado "pacote Brasil" adiciona pintura metálica, coluna de direção com ajuste elétrico e o pacote Black, que pinta os logos e detalhes em preto. 

Land Rover Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic (BR)

O Evoque evoluiu sem perder o charme. Não é barato (as versões P250 com motor flex chegam no fim deste ano) e seus destaque são a tecnologia embarcada e design, com direito a maçanetas embutidas vindas do Velar e iluminação completa em LEDs, assim como já foi em 2011. E como o modelo anterior, até pode ser colocado em um off-road leve, mas quem tem coragem para isso? Seu habitat natural é o asfalto e antenado com as tendências. 

Fotos: Leo Fortunatti (Brasil) e divulgação (exterior)

Ficha Técnica - Range Rover Evoque P300 HSE R-Dynamic

MOTOR dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.998 cm3, comando duplo variável, turbo pulsativo, injeção direta, gasolina
POTÊNCIA/TORQUE

300 cv a 5.500 rpm; 40,8 kgfm de 1.500 a 4.500 rpm

TRANSMISSÃO câmbio automático de 9 marchas; tração integral
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e independente multilink na traseira
RODAS E PNEUS liga-leve aro 20" com pneus 235/50 R20
FREIOS discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS e ESP
PESO 1.850 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.371 mm; largura 1.904 mm; altura 1.649 mm; entre-eixos 2.681 mm
CAPACIDADES porta-malas 591 litros; tanque 67 litros
PREÇO  R$ 312.900 (R$ 322.300 como testado)

Galeria: Range Rover Evoque 2020