Depois de aproximadamente quatro anos de mercado sem mudanças, o BMW X7 chega à linha 2023 com importantes atualizações estéticas e tecnológicas. O facelift, já adiantado através de flagras e imagens vazadas, conferiu ao SUV design alinhado às mais recentes tendências da marca e dose extra de ousadia na dianteira. As vendas serão iniciadas em agosto, começando por Estados Unidos e mercados da Europa.

Por fora, o estilo inovador e a pegada futurista da dianteira remetem ao XM Concept. O conjunto óptico passa a ser dividido, com a parte de cima abrigando as luzes diurnas de LED e a de baixo os faróis principais. A grade continua grande e bem destacada, enquanto o para-choque tem novos moldes e vincos mais recortados. As rodas são novas e podem ser de 20 ou 23 polegadas. A traseira, porém, quase não mudou e segue com lanternas horizontais divididas pela tampa do porta-malas.

Galeria: Novo BMW X7 2023

No interior, as novidades são concentradas principalmente no campo tecnológico. O painel foi completamente redesenhado e acompanha tendência trazida pelo elétrico iX. O destaque ficará por conta da gigantesca tela horizontal que abriga conjuntamente os elementos do quadro de instrumentos (12,3 polegadas) e as funções do sistema de entretenimento (14,9"). Além disso, a BMW mexeu no formato das saídas de ventilação e substituiu a manopla de câmbio por um seletor giratório.

Entre os equipamentos, destaque para suspensão pneumática com amortecedores adaptativos e sistema de frenagem automática capaz de reconhecer pedestres, ciclistas e carros vindos em direção oposta. Além disso, o sistema de estacionamento automático é capaz de lembrar os últimos 200 metros percorridos (contra 50 metros de até então), o que facilita ainda mais nas manobras com a carroceria de 5,15 metros de comprimento.

BMW X7 M60i 2023
BMW X7 M60i 2023
BMW X7 M60i 2023

Sob o capô, os motores foram atualizados e ganharam hibridização leve. No X7 xDrive40, o propulsor 3.0 de 6 cilindros em linha ganhou 40 cv e agora entrega 380 cv de potência, além de 52,9 kgfm de torque. Já no modelo X7 M60i, o propulsor 4.4 V8 biturbo desenvolve 530 cv e 76,4 kgfm de força. Na versão Alpina XB7, a potência chega aos 638 cv e o torque aos 81,5 kgfm. Neste caso, a aceleração de 0 a 96 km/h é feita em apenas 4 segundos.

A produção seguirá concentrada na fábrica de Spartanburg, Carolina do Sul, EUA. Em 2021, o X7 vendeu na Europa 4.940 unidades, com queda de 11,5% na comparação com o ano anterior. Já nos EUA, foram 23.046 exemplares emplacados e aumento de 12%.

Envie seu flagra! flagra@motor1.com