Visto pela última vez em solo argentino ainda camuflado, o novo Citroën C3 2023 foi flagrado totalmente livre de disfarces no Brasil. O hatch com “características de SUV” nas palavras da própria marca francesa, foi fotografado pelo leitor Rafael Gregório, onde aparece em uma versão aparentemente mais básica devido as rodas de ferro e algumas ausências de acabamentos externos.

Revelado mundialmente em setembro do ano passado, o novo Citroën C3 2023 será feito na fábrica da marca em Porto Real (RJ) em uma base totalmente nova, uma versão simplificada da plataforma modular CMP. O modelo foi fotografado com uma carroceria pintada em um tom de azul, provavelmente uma cor de lançamento - e que por sinal lembra bastante o azul que o C4 Cactus estreou quando chegou as lojas. Além disso, dá para ver que seu porte não será tão compacto, principalmente se comparado ao VW Fox logo a sua frente.

Flagra: Citroën C3 2022
Flagra: Citroën C3 2022
Flagra: Citroën C3 2022

Detalhe também que o modelo flagrado trazia acabamento mais simples, com rodas de ferro, sem cromados (alguns foram retirados para não identificação da marca/versão) e sem os airbumps que apareceram no modelo apresentado ano passado. Esse último deve ser um acabamento exclusivo das versões mais equipadas, idem para os faróis de neblina – também ausentes no hatch fotografado. No mais o novo C3 2023 flagrado traz molduras plásticas nas caixas de rodas (reforçando seu estilo aventureiro), barras de teto, bem como retrovisores e colunas dianteiras pintadas em preto.

Em dezembro foi revelada uma foto oficial da cabine, cujo maior destaque é a central multimídia com tela touchscreen de 10 polegadas ("a maior em seu segmento"), com Apple CarPlay e Android Auto. Apesar de ser dominado por plástico, o interior terá detalhes interessantes como o acabamento em azul no painel, o seu design com detalhes em relevo no lado direito e o estilo das saídas de ar.

Galeria: Flagra: Citroën C3 2022

Ainda não há detalhes acerca da motorização do novo C3 2023, mas o que podemos dizer é que existem inúmeras possibilidades depois da fusão entre a FCA e a PSA Peugeot-Citroën, dando origem ao grupo Stellantis. Com isso o novo C3 pode vir equipado desde com o 1.6 quatro cilindros do 208 de 118 cv e 15,5 kgfm, ou mesmo até com o motor três cilindros 1.0 Firefly do Fiat Argo, de até 77 cv e 10,9 kgfm. No caso do 1.6, o câmbio seria o mesmo automático de 6 marchas, enquanto o 1.0 do Argo seria combinado a uma transmissão manual.

Não podemos descartar também a possibilidade do C3 2023 ter o motor 1.3 Firefly de até 107 cv e 13,7 kgfm usado na Fiat Strada e no Pulse, uma opção que seria viável pelo câmbio automático CVT. O 1.0 turbo de 120 cv e 20,4 kgfm do Pulse também seria uma alternativa por também ser automático, mas já o posicionaria muito próximo ao Pulse, por exemplo.

Conforme apurado com fontes ligadas à marca, o C3 2023 será vendido a partir de abril deste ano, embora seja possível que o lançamento ocorra até março. O novo hatch ficará posicionado abaixo do C4 Cactus, ficando como uma espécie de “carro popular” da Stellantis, com isso seu preço deve ficar na faixa dos R$ 70 mil na versão de entrada – lembrando que um subcompacto como o Renault Kwid, por exemplo, custa hoje entre R$ 59.980 e R$ 67.690. Sendo maior, o C3 com certeza atuará em uma faixa de preços logo acima. 

Envie seu flagra! flagra@motor1.com