A pausa irá durar uma semana e não está relacionada à crise de semicondutores

A Chevrolet está mais uma vez interrompendo a produção do Corvette por conta de um problema de fornecimento de peças mas, desta vez, a General Motors afirma que não tem nada a ver com a atual escassez de semicondutores. A falta de chips tem afetado toda a indústria e fez com que diversas fabricantes paralisassem suas linhas de montagem diversas vezes.

Em entrevista ao Motor1.com, o porta-voz da Chevrolet, Trevor Thompkins, explica que se trata de um problema temporário: "Posso confirmar que a Bowling Green Assembly (fábrica do Corvette em Kentucky) não iniciará a produção na semana de 24 de maio. Nossa cadeia de suprimentos, fabricação e equipes de engenharia estão trabalhando em estreita colaboração com nossa base de fornecimento para mitigar qualquer impacto adicional na produção, e esperamos que a planta retome as operações normais na terça-feira, 1º de junho".

Galeria: Chevrolet Corvette Stingray Indy 500 Carro de Segurança 2021

"A escassez de material não está relacionada ao problema global do chip semicondutor. Nenhum detalhe adicional está disponível no momento", acrescenta.

No final de fevereiro, a Chevrolet anunciou uma pausa na produção do Corvette entre os dias 1 a 5 de março. O problema na época era a falta de disponibilidade de componentes de transmissão. A montagem já havia parado entre 29 de janeiro a 16 de fevereiro, porém a razão não foi revelada além de um problema da cadeia de suprimentos, que não estavam relacionados à escassez global de chips.

A fábrica de Bowling Green, nos Estados Unidos, com certeza está bem ocupada, ainda mais porque rumores apontam que a Chevrolet estaria construindo unidades de pré-produção do Corvette Z06 por lá. Os engenheiros já estão testando o veículo em vias públicas e há boatos de que a versão finalizada deve estrear em julho.

A informação que temos até ao momento é de que o Z06 utiliza uma versão do motor 5.5 V8 do carro de corrida C8.R, porém com duplo comando varável de válvulas. O motor supostamente alcança 9.000 rpm e pode gerar 625 cv. Manterá a transmissão de dupla embreagem e 8 marchas, mas com atualizações para suportar a potência maior.

Já no Brasil, a crise de falta de peças também atingiu a fábrica de São Caetano do Sul (SP), responsável por Tracker, Onix Joy, Onix Plus Joy e Spin. A paralisação da produção começa dia 31 de maio, com parte do turno noturno, com exceção da funilaria e pintura. Depois disso, o complexo terá sua produção suspensa por completo no dia 21 de junho, com previsão de volta para 2 de agosto.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com