Portfólio local é composto pelas versões LT Enjoy Edition e Redline

Aproximadamente dois anos depois do lançamento, o Chevrolet Onix Plus chega à linha 2021 na China com importantes atualizações no catálogo de versões e motores. Entre as principais, destaque para o fim da oferta do conjunto formado pelo 1.3 aspirado de 107 cv associado ao câmbio manual de 5 marchas. A configuração foi introduzida no país no ano passado e sai de cena em decorrência da baixa aceitação.

Dessa forma, o cliente chinês interessado em fechar negócio no sedã compacto passa a ter como única opção de motorização o propulsor 1.0 turbo de três cilindros com potência de 125 cv a 5.800 rpm e torque de 18,3 kgfm entre 1.350 e 4.000 rpm, sempre associado ao câmbio automático de 6 marchas. Dados de fábrica indicam consumo médio de 20,4 km/litro, aceleração de 0 a 100 km/h em 10,9 segundos e velocidade máxima de 180 km/h.

Galeria: Chevrolet Onix Sedan 2020 (China)

Ainda na linha 2021, a Chevrolet aproveitou a oportunidade para promover mudanças na oferta de versões. O acabamento de entrada LT, que até então era oferecido em duas variantes, passa a ser unicamente LT Enjoy Edition. Já a configuração Redline, antes única, passa a ser dividida entre Redline e Redline Plus. Na cabine, as novidades se resumem a novos revestimentos e tecidos no bancos.

A China, vale lembrar, foi o primeiro país a receber o novo Onix no mundo - sempre na variante sedã. O país concentrou grande parte do desenvolvimento do modelo, em especial a plataforma. A produção é tocada localmente pela joint-venture SAIC-GM. Os preços começam em 89.900 yuan para o modelo básico e alcançam 99.900 no topo de linha - respectivamente, R$ 77.300 e R$ 85.900. Consumidores de perfil mais jovem são o principal público do modelo no país.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Fotos: Divulgação

Envie seu flagra! flagra@motor1.com