Derivado do Baojun 510, SUV compacto já é vendido em países da América do Sul

Depois de marcar presença em países da América do Sul, como Chile e Peru, o SUV compacto Chevrolet Groove segue agora estratégia de expansão comercial para mercados do Oriente Médio. Desenvolvido a partir do chinês Baojun 510 (receita de rebadge que também originou uma versão específica do Captiva), o modelo será lançado na região no 4º trimestre deste ano e ficará posicionado abaixo do Tracker.

Curiosamente, o lançamento do Groove coincide com o cancelamento da estreia do Onix Plus na mesma região. A Chevrolet já havia até mesmo iniciado o processo de adaptação do sedã à realidade local, mas suspendeu abruptamente os planos em decisão tomada no final do mês passado. Alegou mudança de estratégia, alinhamento com o gosto dos clientes e foco em segmentos de alta demanda (ou seja, SUVs).

Galeria: Chevrolet Groove

O Groove, como já dito, foi projetado a partir do Baojun 510, mas conta com alguns elementos exclusivos no visual. Nesse sentido, há grade frontal com desenho próprio, paleta de cores específica e interior com novas opções de revestimento. Em termos dimensionais, ambos têm 4.220 mm de comprimento, 1.740 mm de largura, 1.625 mm de altura e 2.550 mm de entre-eixos.

Sob o capô, o motor 1.5 aspirado de 105 cv e 13,8 kgfm de torque pode vir associado ao câmbio automático do tipo CVT ou manual, ambos com 6 marchas. Entre os principais equipamentos, destaque para faróis em LED, teto-solar panorâmico, sistema multimídia com tela de 8 polegadas, 4 airbags, controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas.

Apesar de desembarcar na América Latina, o Groove não deve aparecer no Brasil O problema é que é um carro mais velho e que usa a plataforma Gamma II da antiga geração do Onix. Atualmente, esta base é usada somente pelos Onix Joy e Onix Plus Joy, com um volume pequeno de vendas, e a marca está fazendo a transição para a arquitetura do projeto GEM.

Fotos: Divulgação

Envie seu flagra! flagra@motor1.com