Variante aposta em visual diferenciado e tem motor 1.0 turbo de 125 cv

Apesar da chegada do Puma ao mercado europeu, o Ford EcoSport segue vivo na região e agora conta com uma nova versão: chamada Active, ela tem uma estética mais aventureira e até poderia servir de exemplo para uma opção extra para o Brasil, adotando alguns itens do EcoSport Storm, como as proteções plásticas nas laterais, mas sem mexer na grade dianteira.

O nome Active é usado por vários modelos da Ford na Europa, como Fiesta e Focus, usando sempre a mesma fórmula: suspensão elevada, pneus mais largos e proteção plástica sobre as caixas de rodas. O Ford EcoSport Active quebrou a regra trazendo somente o visual aventureiro, já que é um crossover compacto e já é naturalmente mais alto que os hatchbacks.

Galeria: Ford EcoSport Active

Além da já mencionado proteção plástica nas laterais, o teto e os retrovisores recebem acabamento preto brilhante, enquanto as rodas de liga leve também ganham pintura preto brilhante. O logotipo Active aparece nos bancos, que têm o mesmo material visto no nosso EcoSport Storm, porém, na cor preta.

Pelo posicionamento de preço, o EcoSport Active ficará entre as versões mais caras. Contará com central multimídia Ford Sync 3 com tela de 8 polegadas compatível com Android Auto e Apple CarPlay, partida por botão, chave presencial, ar-condicionado automático, sensores de estacionamento, alerta de colisão frontal com frenagem automática de emergência, detector de pedestres, sensores crepuscular e de chuva, controle de cruzeiro e mais.

Terá somente uma motorização, com o premiado motor 1.0 EcoBoost de três cilindros, entregando 125 cv e 17,3 kgfm de torque máximo. Embora esta motorização tenha uma opção de transmissão automática de 6 marchas, o que está sendo reportado pela mídia europeia é que será oferecido apenas com câmbio manual, também de 6 posições, e tração dianteira.

No Brasil, a última novidade do Ford EcoSport foi feita em 2019, quando ganhou a versão Titanium sem estepe e com pneus run-flat, ocasião em que o motor 2.0 de 176 cv e 22,5 kgfm passou a ser exclusivo da variante Storm. Não espere por grandes mudanças para o crossover, pois a fabricante já trabalha na próxima geração, avistada em testes usando a carroceria do Ka Sedan e que deve ser revelada em 2021.