Variante GR da picape pode adotar motor 3.3 V6 de mais de 270 cv

Rumores sobre uma versão esportiva da Toyota Hilux já circulam há um tempo pela mídia, desde que a marca mostrou a versão Gazoo Racing Sport no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018. Desde então, ficamos com a promessa de ver esta variante realmente preparada, ao invés da GR-S que tem apenas um visual diferente. Vimos até a marca registrar o nome GR Hilux. 

Após a apresentação da Toyota Hilux reestilizada, diversas informações começaram a circular sobre como poderia ser a versão esportiva, feita para competir com a Ford Ranger Raptor na Ásia. Tudo indicava que veríamos a picape em breve, mas agora uma reportagem do site australiano CarsGuide diz que ela só deve ser lançada após 2023, quando mudar de geração.

Toyota Hilux GR-S

De acordo com o CarsGuide, o motivo da GR Hilux não aparecer agora é pela picape ter sido apenas reestilizada e que a versão GR não estava nos planos para agora. A outra razão é que a nova geração da Hilux está prevista para 2023 e, mesmo que a versão esportiva fosse lançada no começo de 2021, isso significa que ela só teria dois anos de mercado antes de ficar desatualizada.

Apesar da longa espera, já ouvimos bastante sobre como pode ser a GR Hilux. Rumores dizem que ela adotará o motor 3.3 V6 que será usado também pelo novo Land Cruiser. Isso dará uma bom desempenho para a picape, com potência acima dos 270 cv e 66 kgfm. Podemos esperar por outras alterações, como suspensão esportiva e uma carroceria modificada.

Enquanto a GR Hilux já parece impressionante, a picape esportiva não terá caminho livre no mercado. Isso porque a Ford Ranger também trocará de geração em breve e a variante Ranger Raptor terá modificações importantes. Relatos dizem que receberá o 2.7 V6 turbodiesel da F-150, com mais de 300 cv, números que deixarão o modelo da fabricante norte-americana bem próxima da rival japonesa.

 

Já que a Toyota Hilux esportiva não virá agora, ficamos na espera do lançamento da versão reestilizada no Brasil, que acontecerá em novembro, com produção na Argentina. Na parte de modelos esportivos, esperamos pelo lançamento de versões preparadas tanto do Corolla quanto do Yaris, ambos já citados por executivos da marca como candidatos a receberem o tratamento da Gazoo Racing. Eram esperados para 2020, mas com a pandemia, os planos mudaram.