Apesar de pedidos de alguns países, a matriz evita discutir o assunto

Parece que vai demorar para que a Hyundai lance uma picape média global. Embora ela esteja trabalhando na Santa Cruz, uma picape monobloco para o mercado norte-americano, o projeto do modelo com carroceria sobre chassi está parado pois a matriz não aprovou e tem até evitado falar a respeito. Isso foi revelado por John Kett, COO da Hyundai Australia, durante uma conversa com jornalistas, como afirma o site Carsales.

Os australianos gostam bastante de picapes, tanto que Toyota Hilux e Ford Ranger são os veículos mais vendidos do país. Por isso, a divisão da Hyundai no país quer participar deste segmento de alguma forma e sempre pediu por uma picape média com capacidade para uma tonelada – algo que também é requisitado por Damien Meredith, COO da Kia Austrália. A ideia era desenvolver um veículo para as duas marcas coreanas.

Galeria: Hyundai Santa Cruz 2021 - Novas projeções

No entanto, Kett afirma que as conversas com a matriz da Hyundai não avançaram além de uma demonstração de interesse. “Eles são incrivelmente sensíveis conosco só de conversarmos a respeito”, explica o executivo. “Realmente não há nenhuma mudança nesta história, Nada aconteceu desde a última vez que conversamos. A história não mudou.”

Isso é um balde de água fria nos planos tanto da Hyundai quanto da Kia na Austrália. Meredith chegou a falar algumas vezes sobre o quanto pedia para a Kia desenvolver uma linha completa de picapes, com várias carrocerias e motores a gasolina e diesel. Ele chegou a comentar que a sua marca iria lançar primeiro o veículo até 2021 e que a Hyundai viria em seguida. Tempos depois, ele disse que isso não aconteceria até 2023.

Até o momento, a Hyundai aposta na Santa Cruz, uma picape monobloco que usará a mesma plataforma que a nova geração do Tucson. Ela foi antecipada por um conceito em 2016 e só agora está em desenvolvimento, prometida para 2021. Só que ela está sendo feita para os Estados Unidos e a fabricante não fala sobre oferecê-la em outros países. A divisão australiana diz que até mostrou interesse em levá-la para o país, mesmo que não seja exatamente o que querem, porém a Santa Cruz não está sendo feita pensando em uma variante com mão inglesa.

A situação é bem parecida com o Brasil. Apesar de ser mais fácil importar a Hyundai Santa Cruz ao país, ela teria que ser trazida pelo Grupo Caoa, por ser o importador oficial da marca - a Hyundai Motor Brasil só trabalha com os modelos produzidos em Piracicaba (SP). O mais perto que chegamos de uma picape da fabricante sul-coreana por aqui foi com o conceito Creta STC, mostrado no Salão do Automóvel de São Paulo 2016.

Fonte: Carsales