Versão indiana deixa de lado 1.0 turbo para usar versão aspirada do 1.5 do Civic Touring

A quinta geração do Honda City começa a aparecer em mais mercados. Depois de sua estreia na Tailândia, onde é produzido para a Ásia, o sedã compacto agora prepara seu lançamento na Índia, previsto para julho. As primeiras informações oficiais foram divulgadas e a mais interessante está na motorização, pois ele ganha um novo motor 1.5 aspirado de 121 cv, que pode ser usado na versão brasileira (além do 1.0 turbo).

Tirando o motor, o Honda City a ser vendido na Índia é igual ao tailandês. Ele mede 4,549 metros de comprimento, 1,748 m de largura, 1,489 m de altura e 2,600 m de entre-eixos. A marca diz que ele usa uma nova plataforma, mais leve e com construção mais rígida, embora não tenha detalhado quais foram as alterações.

Galeria: Honda City 2021 (Índia)

Quando estreou na Tailândia, o sedã apareceu apenas com um novo motor 1.0 turbo de três cilindros, entregando 122 cv e a 5.500 rpm e 17,6 kgfm de torque entre 2.000 e 4.500 rpm, sempre trabalhando com o câmbio CVT que simular 7 marchas. Porém, os indianos não terão este motor turbo.

As motorizações do City na Índia serão compostas por um 1.5 diesel, que foi atualizado para emitir menos poluentes, gerando 100 cv e 20,4 kgfm. Já o 1.5 a gasolina, de código L15B, substitui o L15A usado no modelo brasileiro. Trata-se de uma adaptação do 1.5 turbo do Civic Touring, com duplo comando variável, mas sem injeção direta. Ele gera 121 cv e 14,8 kgfm e a Honda diz que a diferença está na forma como ele entrega a força, principalmente em baixas e médias rotações.

Este motor tem uma versão com injeção direta, que entrega 131 cv e fez sua estreia no Fit chinês, com o código L15BU. Caso a Honda queira ser mais agressiva na hora de enfrentar os seus rivais, poderia apostar nesta variante do motor ao invés da versão de 121 cv. Mas, como também temos a expectativa de ver o novo 1.0 turbo aqui, ainda não sabemos qual 1.5 será adotado.

Honda City 2021 (Teste Tailândia)
Honda City 2021 (Teste Tailândia)

Entre os equipamentos estão a central multimídia com tela de 8” compatível com Android Auto, Apple CarPlay e Weblink, faróis e lanternas full-LED, rodas de liga leve de 16”, teto solar elétrico, partida por botão e mais. Um dos destaques é o sistema Honda Connect de telemetria conectado às 32 funções do carro e que tem compatibilidade com o Amazon Alexa, permitindo o uso dos comandos de voz para interagir com o veículo, como ligar o motor ou ajustar o ar-condicionado.

O novo Honda City será lançado na Índia em julho, ainda sem preços revelados. No Brasil, a estreia é esperada somente para 2021, com produção em Itirapina (SP). Também esperamos pela chegada do City Hatch, inédita variante do modelo que ainda está em testes na Ásia e que terá o papel de modelo de entrada da marca japonesa em nosso mercado, no lugar do atual Fit.

Fotos: divulgação