Renovado, SUV compacto traz nova identidade da marca e sistema híbrido com motor elétrico de 129 cv

  • SUV compacto muda grade, faróis, para-choque e lanternas
  • Sistema híbrido e-Power entrega um consumo estimado de 23,4 km/litro
  • Lançamento no Brasil será em 2021, enquanto versão híbrida fica para 2022.

O modelo mais vendido da marca japonesa no Brasil passa por sua mudança de meia-vida. O Nissan Kicks 2021 foi apresentado oficialmente na Tailândia, com uma reestilização que deixa o crossover compacto com a nova identidade visual da empresa, além de tornar-se o terceiro modelo da empresa a usar o sistema híbrido e-Power. O lançamento no Brasil acontecerá em 2021, embora a variante eletrificada esteja prevista somente para 2022.

A parte visual do Nissan Kicks 2021 não é exatamente um segredo, já que vimos o SUV compacto praticamente limpo na Tailândia, sendo transportado para as concessionárias. As alterações começam com a nova grade frontal, consideravelmente maior do que a anterior e com uma evolução do estilo V-Motion. Ela agora chega bem perto da borda do para-choque e encosta nos faróis, que também foram redesenhados de forma a ficarem mais finos. As luzes usam lâmpadas de LED e um sistema de iluminação diurna na parte superior.

Galeria: Nissan Kicks e-Power 2021

Como a grade cresceu, a Nissan teve que mexer no resto da frente do veículo para acompanhar. A borda cromada continua ali, mas agora faz o contorno da grade até encostar nos faróis. O para-choque redesenhado conta com uma entrada de ar bem menor, enquanto as luzes de neblina agora são redondas e ficam em uma área com acabamento vertical.

As fotos mostravam também que ele adotará as rodas de 17” usadas no hatch elétrico Leaf, com o mesmo desenho. Na traseira, o para-choque traz um novo estilo com acabamento na cor do veículo e uma leve linha em plástico preto fazendo a divisão com a tampa do porta-malas. As lanternas mantiveram o estilo, mas agora usam lâmpadas em LED.

Já do lado de dentro, o Kicks não mudou tanto assim, como vimos no teaser divulgado há alguns dias. O estilo da cabine é o mesmo, sem grandes alterações. Está com uma nova versão da central multimídia de 8”, chamada Nissan Connect, com mais aplicativos. O painel de instrumentos ainda conta com uma tela TFT de 7” para o computador de bordo e agora recebeu algumas novas funções atreladas ao sistema híbrido, como o medidor de eficiência energética. No caso da versão e-Power, ela traz uma nova alavanca de câmbio, um seletor de modo de condução e o botão de partida foi posicionado no console central, em frente à transmissão.

Como esperado, o SUV recebeu um pacote de equipamentos de segurança mais completo. Passa a contar com alerta de colisão frontal com frenagem automática de emergência, monitor de ponto cego, alerta de tráfego cruzado e controle de cruzeiro adaptativo. Continua com as quatro câmeras para entregar visão 360° nas manobras de estacionamento e os seis airbags (frontais, laterais e de cortina).

Na parte mecânica, o crossover estreia na Tailândia o sistema híbrido e-Power. Ele utiliza um motor elétrico de 129 cv e 26,5 kgfm de torque para mover o veículo, usando a energia do conjunto de baterias de 1,5 kWh. Para recarregar as baterias, entra em ação o motor 1.2 de três cilindros e 79 cv, usando exclusivamente como gerador. A marca não revelou o consumo, mas o que está sendo dito na Tailândia é que ele fará 23,4 km/litro, emitindo 100 g/km de CO2. Sabemos que esta tecnologia será oferecida no Brasil, algo confirmado pelos executivos da fabricante, mas o lançamento é previsto somente para 2022.

Nissan Kicks e-Power 2021
Nissan Kicks e-Power 2021

E quanto ao motor a combustão? Até agora, não há nenhuma novidade envolvendo o 1.6 aspirado que equipa o Kicks no Brasil, pois o modelo tailandês será vendido exclusivamente na versão e-Power. Uma opção é que o carro receba o mesmo 1.6 atualizado que equipará o novo Versa, que chega ao Brasil nos próximos meses. Outra hipótese, caso a Nissan resolva aproveitar a aliança com a Renault, é equipá-lo com o 1.3 turbo de 156 cv desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz. Este propulsor passou a ser oferecido na versão indiana do Kicks, que usa a plataforma do Duster e, como o motor será usado por aqui tanto no Duster quanto no Captur, poderia ajudar a Aliança Renault-Nissan em ganhos de volume.

Na Tailândia, ele será vendido em quatro versões, sempre com o e-Power e com preço inicial de 889.000 baht (o equivalente a R$ 162.153 na cotação atual), chegando a 1.049.000 baht (R$ 191.337) na versão topo de linha.

Nissan Kicks e-Power 2021

O Nissan Kicks 2021 deveria ser apresentado para os brasileiros em novembro, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, chegando às concessionárias apenas no ano que vem. Com o cancelamento do evento, a marca deve revelar o SUV compacto apenas em 2021, quando ele estiver pronto para ser vendido, saindo da fábrica em Resende (RJ). Já o sistema híbrido e-Power segue em testes e fará sua estreia em um segundo momento, ficando para 2022.

Fotos: divulgação