Novos flagras detalham as novidades do SUV renovado que chega ao Brasil ano que vem

Antes com estreia marcada para março, o novo Nissan Kicks 2021 será lançado em maio na Tailândia, para que possa ser exportado para o Japão em junho. E a fabricante parece estar com tudo pronto para iniciar as vendas do crossover compacto, que acaba de ser flagrado novamente na Ásia. A diferença é que, desta vez, as fotos mostram melhor como será a nova cara do SUV. Aproveitamos para compará-lo com o atual e deixar mais claras todas as mudanças no design.

A alteração mais óbvia está nos faróis, que estão mais finos e longos, acompanhando agora o vinco do para-choque até a grade. Eles receberam lâmpadas de LED e iluminação diurna na parte superior, recursos que devem ser oferecidos nas versões mais caras do novo Nissan Kicks 2021 por aqui. Também não possuem mais as lentes "saltadas". Falando em iluminação, outra mudança ocorreu nos faróis de neblina. Como o para-choque foi redesenhado, as luzes subiram um pouco e estão em um novo nicho, agora com formato vertical.

Nissan Kicks 2021 - Flagra sem camuflagem
Nissan Kicks SL (divulgação)

O outro item óbvio na frente do novo Kicks é a grade redesenhada. Ela traz uma evolução do estilo V-Motion da empresa, crescendo bastante em comparação ao modelo atual. Os faróis agora encostam na entrada de ar e levam a uma barra cromada que faz o contorno dessa grade até o para-choque. Há também uma segunda passagem de ar logo abaixo, com formato trapezoidal e acabamento cromado na parte de baixo.

Na traseira, os flagras mostram que o crossover manterá grande parte do design atual. As lanternas têm o mesmo desenho, mas passam a contar com LEDs. O para-choque tem um novo estilo, deixando de usar o acabamento em plástico preto para ter a mesma cor da carroceria e uma linha preta fazendo a divisão com a tampa do porta-malas. Já as rodas de 17” adotaram o mesmo desenho usado pelo hatch elétrico Leaf.

Nissan Kicks 2021 - Flagra sem camuflagem
Nissan Kicks SL 2020

A motorização também terá mudanças, com a chegada do sistema e-Power de propulsão híbrida. Ela utiliza um motor elétrico para mover as rodas (que no Kicks deve entregar 129 cv), enquanto o 1.2 de três cilindros a combustão gera 79 cv, mas serve apenas como gerador de energia para as baterias. Esta versão será oferecida logo no lançamento na Tailândia e no Japão (onde será a única opção de motor). A tecnologia virá ao Brasil, mas não espere por ela logo que o Kicks for reestilizado – deve aparecer no 2º semestre de 2021, na melhor das hipóteses.

É pura especulação neste momento, mas a fabricante também deve mexer no motor 1.6 aspirado que equipa o Nissan Kicks nacional. Com 114 cv e 15,5 kgfm, ele começa a ficar desfasado frente aos novos rivais, muitos com versões turbo. Uma opção é usar a versão atualizada deste motor que estreou no novo Versa, com 118 cv e mais torque em baixas rotações, o que já daria um fôlego maior para o crossover, considerando que ele pesa apenas 1.142 kg na versão de topo.

Falando em novo Versa, o Kicks 2021 deverá adotar também as novas nomenclaturas de versões da Nissan, como as do sedã mexicano: Sense, Advance, Exclusive e Platinum, no lugar das atuais siglas S, SV e SL.   

A estreia do novo Nissan Kicks 2021 será em maio na Tailândia. Fontes ligadas à marca revelaram que o crossover seria a grande novidade da empresa para o Salão do Automóvel de São Paulo, motivo pelo qual a Nissan manteve a posição de ir ao evento mesmo após a desistência de outras fabricantes. O lançamento comercial ficaria para o ano que vem. Agora que a feira foi cancelada, a apresentação deve ser adiada para 2021, um pouco antes de chegar às concessionárias.

Galeria: Nissan Kicks 2021 - Flagra sem camuflagem