Com isenções, preço cai para R$ 50.259,65 na cor vermelha. Lista de equipamentos é baseada na versão Zen

Durante o lançamento do novo Renault Duster, a fabricante francesa comentou que haveria uma versão Life PCD, exclusiva para pessoas com deficiência, mas não comentou sobre quanto ela custaria. Só que uma imagem divulgada nos grupos do carro nas redes sociais revelam que a configuração será vendida por R$ 64.990, baixando para até R$ 50.259,65 com todos os benefícios e com a pintura vermelha.

Renault Duster Life PCD

Por R$ 64.990, o Renault Duster Life PCD é R$ 5 mil mais caro do que a versão anterior, aumento justificado pela lista de equipamentos mais generosa e o custo para algumas modificações na carroceria. O modelo anterior saia por R$ 46.934,26 com todas as isenções. Mesmo com este aumento, é o SUV mais barato na modalidade, já que seus rivais são vendidos por R$ 69.990.

A imagem que circula nas redes sociais não mostra a lista de equipamentos completa do carro, destacando apenas alguns itens. Aparenta ser baseado na versão de entrada Zen, só que usando rodas de liga leve de 16” e vidros elétricos nas quatro portas com função one-touch. A Renault está oferecendo alguns itens como acessórios instalados nas concessionárias, como central multimídia de 8” e câmera de ré.

Galeria: Renault Duster Iconic 2020 (lançamento)

Ainda assim, o novo Renault Duster Life PCD vem com bons equipamentos. Conta com ar-condicionado, direção elétrica, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, start-stop, Isofix, abertura elétrica para a tampa do porta-malas e barras no teto. Da mesma forma que o Duster PCD anterior, ele não traz retrovisores com ajuste elétrico ou rádio.

Por enquanto, a nova geração do Renault Duster é vendida somente com o motor 1.6 SCe de 120 cv e 16,2 kgfm, quando abastecido com etanol. Embora tenha uma versão manual de 5 marchas, a variante para PCD é oferecida somente com a transmissão automática do tipo CVT, simulando 6 posições. O crossover ainda receberá uma configuração com o motor 1.3 turbo desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz, ainda sem data de estreia.

Ouça nosso podcast: