SUV deve passar dos 300 cv ao combinar potência de dois motores

A Volkswagen começou um novo capítulo de sua história ao apresentar o elétrico ID.3 no Salão de Frankfurt. Mas o hatch é um modelo que ficará restrito basicamente à Europa, sem chegar a outras regiões. Nem mesmo os Estados Unidos receberão o modelo. Só que a fabricante desenvolve também um crossover elétrico, mais adequado aos clientes de outros mercados.

O modelo em questão é o ID.4, a versão de produção do conceito ID. Crozz mostrado no Salão de São Paulo 2018. A Volkswagen já começa a testá-lo nas ruas, como mostram os primeiros flagras do crossover elétrico circulando pelos alpes austríacos.

Galeria: Volkswagen ID.4 - Flagras

Assim como o hatchback ID.3, o ID.4 será produzido sobre a plataforma modular MEB, feita especialmente para modelos elétricos e que servirá de base para diversos modelos - como um futuro sedã EV. O ID.4 será mais alto do que o restante da família, oferecendo uma posição de dirigir mais alta e maior espaço interno - algo próximo do Tiguan de cinco lugares, mais curto do que a versão vendida por aqui (conhecida como Tiguan Allspace).

Por ser maior, o ID.4 precisará de um motor elétrico mais potente do que o ID.3. Então deve contar com uma unidade elétrica de 200 cv no eixo traseiro (assim como o compacto) e mais uma de 100 cv nas rodas dianteiras, passando dos 300 cv e com tração nas quatro rodas.

A Volkswagen quer trazer modelos elétricos para o Brasil, mas diz que o ID.3 e o e-Up! têm um problema de altura em relação ao solo. Teriam que ser elevados para não rasparem as baterias. Além de ser um SUV, segmento que continua bombando, o ID.4 já resolve este problema naturalmente por ser um carro alto. Quem sabe o ID.4 não apareça por aqui no futuro para inaugurar a linha ID em nosso mercado?

Fonte: Automedia