Modelo aposta em design esportivo e motor 1.0 turbo com até 155 cv, mas somente para os europeus

Antes um carro exclusivo para o Brasil, o EcoSport virou modelo global na segunda geração. Porém, não fez sucesso na Europa e, como o segmento dos SUVs compactos está crescendo muito, a marca optou por ter um produto mais atraente para o Velho Continente. É aí que entra o novo Ford Puma, apresentado oficialmente pela marca nesta quarta-feira (26) e que virá para fazer a ponte entre o EcoSport e o Escape, com motor 1.0 turbo e condução semi-autônoma.

Galeria: Ford Puma 2019 - Fotos oficiais

Baseado na plataforma B do Fiesta, o Ford Puma mostra muito mais seu parentesco com o hatch do que o EcoSport. É só olhar para os dois lado-a-lado para notar como são muito próximos visualmente, embora o crossover pareça bem mais rechonchudo. O capô ficou bem mais alto e arredondado, os faróis são mais ovalados e a grade dianteira é bem maior. O para-choque recebeu um novo desenho na área dos faróis de neblina.

A traseira tem identidade própria, adotando lanternas na vertical com desenho em LED e um contorno preto. A tampa do porta-malas continua bem alta, quase na metade da traseira, deixando a placa de identificação abaixo antes mesmo do para-choque começar. Já o lado de dentro é praticamente idêntico ao do novo Fiesta, com uma única exceção: ganhou o painel de instrumentos digital usado no novo Escape.

Se você achou que ele parece menor do que o EcoSport, você está certo. Enquanto o modelo nacional tem 4,26 m de comprimento, 1,69 m de altura e 1,76 m de largura, o Puma mede 4,19 m, 1,54 m e 1,80 m, respectivamente. Embora a medida de entre-eixos não tenha sido revelada, o mais provável é que tenha mantido os 2,49 m do Fiesta (2 cm menos do que o EcoSport). Manteve a suspensão de eixo de torção na traseira, mais firme que no hatch, com amortecedores maiores, buchas mais firmes e batente otimizado para reduzir o atrito. A dianteira é independente do tipo McPherson.

Galeria: Ford Puma 2019

A Ford tentou aproveitar melhor o espaço do carro, principalmente no ponto mais polêmico do EcoSport: o porta-malas. O compartimento tem capacidade para 456 litros e utiliza um sistema de piso ajustável, mudando a posição de acordo com a necessidade. Embaixo do piso há um compartimento de 80 litros e é possível colocar o piso de pé atrás dos bancos para aproveitar toda a área traseira (e alcançar os 456 litros totais).

Outra medida tomada para aproveitar melhor o espaço do carro é o motor. O Puma será vendido somente com o motor EcoBoost de três cilindros, na versão 1.0 e com dois níveis de potência: 125 cv e 155 cv. Este motor conta com sistema de desativação de cilindro, rodando com somente dois ligados quando o carro estiver em velocidade de cruzeiro ou andando sem usar o acelerador. A marca promete que, assim, faz até 17,8 km/litro. O torque não foi revelado e as transmissões serão a manual de 6 marchas e automática de 7 posições.

Ford Puma 2019 - Fotos oficiais
Ford Puma 2019 - Fotos oficiais

O Puma terá também versões com um sistema híbrido-leve de 48V. Seu gerador, que entra no lugar do alternador, funciona como um motor em momentos específicos, entregando até 5 kgfm de torque no lugar da unidade a combustão, reduzindo o consumo de combustível para até 18,5 km/litro. Ao pisar fundo, o Puma utiliza o gerador para fornecer mais 2 kgfm além do torque máximo do motor a combustão. E ainda é possível já desligar o motor pelo start-stop quando o carro estiver rodando a menos de 15 km/h antes de parar, usando o gerador para mover o veículo.

Como custará mais que o EcoSport, a Ford aproveitou para deixar o Puma muito bem equipado. Terá o pacote Co-Pilot360 com controle de cruzeiro adaptativo com Stop & Go e reconhecimento de placas de trânsito, assistente de permanência em faixa, sensor de ponto cego com alerta de tráfego cruzado, câmera traseira com visão de 180°, alerta de perigo atualizado online, frenagem de emergência com detecção de pedestres e estacionamento autônomo.

Ford Puma 2019 - Fotos oficiais
Ford Puma 2019 - Fotos oficiais

Ainda traz teto solar panorâmico, central multimídia Sync” com tela de 8 polegadas, conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, sistema de som B&O de 575 watts e 10 alto-falantes e o painel de instrumentos digital de 12,3” totalmente configurável.

O Ford Puma será produzido na Romênia, na fábrica em Craiova, a mesma que faz o EcoSport para a Europa. Até o momento, a fabricante confirma o seu lançamento somente no mercado europeu. O lançamento comercial será no final do ano.

'

Fotos: divulgação e Motor1.com