A reestilização é tão discreta que fica até difícil notar o que mudou

O Honda Civic já recebeu seu primeiro facelift nos EUA, mostrado em poucas imagens no lançamento feito em setembro passado, e apenas na configuração Sport. A marca divulgou mais fotos do modelo, na versão topo de linha Touring, que adianta a mudança visual que veremos no sedã produzido em Sumaré (SP). A reestilização é esperada para este ano no Brasil, mas ainda não há uma data de lançamento.

Galeria: Honda Civic Touring 2019 (EUA)

E o que mudou no Honda Civic 2019? Visualmente, muito pouco. Está com a grade frontal pintada de preto, algo que só era feito na versão Sport. O para-choque foi redesenhado e recebeu detalhes cromados no entorno das luzes de neblina. Do outro lado, o para-choque traseiro está com um friso cromado em sua extensão. As rodas de liga leve também são novas.

O interior não teve seu design atualizado, mas recebeu mais equipamentos. A central multimídia é nova, com botões físicos na lateral esquerda, conexão Android Auto e Apple CarPlay, e a marca diz que melhorou a conexão Bluetooth. Nos EUA, recebeu freio de estacionamento eletrônico com função Brake Hold de série, assim como o painel de instrumentos com tela TFT de 7 polegadas. O Civic EX adiciona ar-condicionado automático de duas zonas e ajuste elétrico para o assento do motorista.

Honda Civic Touring 2019 (EUA)
Honda Civic Touring 2019 (EUA)

Cumprindo a promessa, a Honda está equipando todos os seus carros nos EUA e na Europa com o pacote Honda Sensing. O kit adiciona itens de segurança como farol alto automático, frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, assistente de permanência em faixa e controle de cruzeiro adaptativo. A expectativa é que o Civic Touring nacional passe a contar com o pacote Sensing, já que o novo HR-V Touring 1.5 turbo, prometido para este ano no Brasil, também deve recebê-lo.

Honda Civic Touring 2019 (EUA)
Honda Civic Touring 2019 (EUA)

Mecanicamente, o Honda Civic 2019 vendido nos EUA continua o mesmo. As versões básicas utilizam o motor 2.0 aspirado de 160 cv e 19 kgfm, enquanto o modelo nacional conta com 155 cv e 19,5 kgfm, com etanol. O 1.5 turbo de 176 cv e 22,4 kgfm equipa as versões EX, EXL e Touring norte-americanas, mas fica restrito à configuração topo de linha no Brasil, sempre abastecido com gasolina. As opções de transmissão são a manual de 6 marchas e a automática CVT que simula 7 posições.

Fotos: Divulgação