A montadora japonesa segue a decisão da parceira Nissan

Depois de perder o posto de chefão da Nissan, Carlos Ghosn sofreu mais uma perda porque a Mitsubishi o removeu como presidente do conselho de administração da montadora. O atual CEO da empresa, Osamu Masuko, assume como presidente interino até que o conselho da marca japonesa escolha um substituto para Ghosn. "Fiquei chocado. Eu simplesmente não pude acreditar”, disse Masuko à mídia sobre os supostos delitos de Ghosn, de acordo com a Automotive News.“Eu ainda não entendo o porquê.”

Ghosn supostamente sub notificou sua renda em relatórios de valores mobiliários da Bolsa de Valores de Tóquio, e a polícia japonesa o prendeu em 19 de novembro. A aplicação da lei também levou o membro da diretoria da Nissan, Greg Kelly, sob custódia por estar "profundamente envolvido" nos supostos delitos. Uma investigação adicional diz que Ghosn pode ter cometido "vários outros atos significativos de má conduta que foram descobertos, como o uso pessoal dos ativos da empresa".

Relatórios japoneses indicam que a renda sub-declarada ficou entre US$ 44,3 milhões e US$ 71 milhões ao longo de um período de cinco anos, de acordo com a Automotive News. No entanto, os números oficiais ainda não estão disponíveis. 

Mitsubishi Eclipse Cross

O conselho da Nissan já destituiu Ghosn de seu papel como presidente. Ele ainda é presidente e CEO da Renault, embora possivelmente não por muito mais tempo. Ghosn também tecnicamente permanece na diretoria da Nissan e da Mitsubishi, porque é preciso haver assembleias de acionistas para realizar uma votação sobre a possibilidade de removê-lo.

Ghosn foi um dos executivos mais bem pagos da indústria automobilística, com um salário combinado da Nissan e Renault de cerca de US $ 17 milhões em 2015. Sob sua liderança, a aliança Renault-Nissan-Mitsubishi se tornou uma das maiores montadoras do mundo, com entregas de mais de 10,6 milhões de veículos em 2017 . Ghosn recentemente deixou o cargo de CEO na Nissan, mas permaneceu como chairman, e concentrou suas forças na revitalização da marca Mitsubishi .

Fonte: Automotive News

Galeria: Mitsubishi - Salão de SP 2018