Hatch “altinho” continuará a ser produzido em São José dos Pinhais pelo menos até 2020

A renovação da linha da Volkswagen até o fim de 2020 terá um efeito colateral, reduzindo a quantidade de hatchbacks da empresa. Atualmente, ela vende Gol, Up!, Fox, Polo e Golf, sendo que os quatro primeiros estão em uma faixa de preços bem próxima. Isso irá mudar em breve, com a chegada tanto do T-Cross quanto da nova geração do Gol, ambos causando o fim da venda do Fox. O esperado era que o hatch saísse de linha em 2019, por conta da estreia do SUV compacto, mas sua produção deve continuar até 2020.

A relação entre o Volkswagen Fox e o T-Cross é explicada por sua principal característica: é um hatch mais alto do que o normal, algo que atrai quem queria ter um SUV da marca alemã, mas que não encontrava nenhum produto abaixo dos R$ 100 mil. Além disso, era uma alternativa para quem não queria o Gol, visto como o carro de entrada da empresa e que está no mercado há um tempo sem mudanças efetivas.

Esta sobrevida do Fox já começa a se materializar. O site Autos Segredos publicou que os fornecedores de peças para o hatch foram comunicados de que a produção continuará até 2020 (talvez até 2021). Uma das razões seria que a Volkswagen conseguiu adaptar a fábrica em São José dos Pinhais (PR) para que fosse capaz de seguir produzindo o carro. Havia um problema porque a linha de produção foi atualizada para construir carros com as plataformas MQB e MQB-A0, usadas pelo Golf, T-Cross e Audi A3 Sedan, enquanto o Fox usa a antiga base PQ24, o que criaria uma incompatibilidade.

Volkswagen Fox Connect 2018
Volkswagen Fox Connect 2018

Com o ajuste na linha de produção, no entanto, o Fox tem espaço para continuar o bom desempenho nas lojas. Embora não seja um campeão de vendas, tem um resultado bem expressivo, acumulando 32.462 unidades de janeiro a outubro deste ano. Isso é mais do que as 27.737 unidades do sedã Voyage e está bem próximo do Virtus, que emplacou 33.439 carros.

Atualmente, o Volkswagen Fox é comercializado em somente duas versões, ambas com motor 1.6 8V de 104 cv a 5.250 rpm e 15,6 kgfm a 2.500 rpm. A transmissão pode ser manual de 5 marchas ou automatizada I-Motion, também de 5 posições e disponível somente para a versão Connect. Custa R$ 49.990 na versão Connect 1.6 manual e R$ 53.390 com câmbio I-Motion, enquanto a variante Extreme é vendida por R$ 54.990. A variante CrossFox saiu de linha em 2017 e a perua SpaceFox está em seus últimos momentos. Deixará de ser produzida na Argentina, para dar espaço para o futuro SUV médio Tarek.

Fotos: divulgação

Galeria: Volkswagen Fox Xtreme e Fox Connect