Prefeitura da capital paulista ainda quer sediar corrida de carros elétricos

Depois do cancelamento do ePrix de São Paulo, marcado para a última temporada da Fórmula E, a prefeitura da cidade disse que ainda tem interesse em trazer o campeonato mundial de carros elétricos para a cidade em um futuro próximo. Segundo Vitor Aly, secretário de infraestrutura urbana, a ideia ainda é tentar ter a Formula E na cidade ao lado da Fórmula 1 e do Mundial de Endurance, que tem prova marcada em Interlagos em 2020.

“Trabalhar para a Fórmula 1 é uma questão, trabalhar com o WEC é outra coisa – apesar de também ser um evento de porte”, falou Aly durante o evento pré-GP do Brasil de Fórmula 1. “A ideia do prefeito e do secretário de turismo é que a pista da Fórmula E seja em volta do Parque do Ibirapuera. O que a prefeitura vai dar? Infraestrutura. Asfalto e segurança para um evento de rua. É um evento parecido com a Fórmula Indy. É uma outra necessidade, porque os carros são diferentes. Veremos a necessidade. Sob este ponto de vista, estamos nesse momento de negociações.”

A princípio, a prova paulistana da F-E marcada para 2018 seria realizada no entrono do Anhembi, entretanto Aly declarou que seria mais fácil para a cidade conviver com a categoria no Ibirapuera. “O problema do Anhembi é que fecharíamos uma faixa da Marginal Tietê – teríamos um impacto grande durante o evento”, falou. “A Fórmula E tem uma outra pegada, diferente da Indy. O que queremos é trazer isso para dentro da cidade. Temos um parque que é um ícone da cidade e estamos trazendo um evento de rua super legal. Por isso, nós gostaríamos de fazer esta mudança.”