Baseado na plataforma do i20, ele será uma versão mais conservadora e espaçosa do Kona

O Parque Nacional do Vale da Morte não é apenas uma parada turística no deserto da Califórnia (EUA). Diversas fabricantes de automóveis usam o local no verão para testes em altas temperaturas, e lá é realmente quente. Recentemente o Vale da Morte registrou recorde de 53 graus Celsius, então, não é surpresa que a Hyundai tenha usado a localidade para testar seu novo SUV compacto. 

Leia também:

Ainda bastante camuflado, o modelo estava rodando ao lado de um Kia Soul de próxima geração. Mas, segundo apuramos, ele usará a plataforma de outro Kia, o Stonic, que por sua vez divide a base com o i20 (que vai originar o próximo HB20). Ué, mas a versão Hyundai do Stonic não é o Kona? Sim! E é aí que entra a chance deste carro ser o novo Creta. A Hyundai já havia dito que o Kona será exclusivo para mercados desenvolvidos, como Europa e EUA, mirando no público jovem. Já para os mercados emergentes, há necessidade de um modelo menos arrojado e mais espaçoso. Repare na comparação de fotos abaixo como o SUV camuflado é mais alto e tem linhas mais retilíneas que o Kona, lembrando bastante o perfil do... atual Creta. 

Hyundai compact SUV spy photo
2018 Hyundai Kona
Hyundai compact SUV spy photo
2018 Hyundai Kona

O que parece ter vindo do Kona é a inspiração para a dianteira, que segue a nova filosofia de design da Hyundai, com a grade "cascata" e o bloco óptico dividido em duas partes, sendo a superior um fino feixe de LEDs. Será equipado com os mesmos motores de 4 cilindros do Kona, com tração dianteira nas versões de entrada e opção de 4x4 nas mais caras. 

Algumas fontes sugerem que o novo SUV pode ser vendido nos EUA como opção mais conservadora ao Kona, como substituto do Hyundai Accent. Isso iria ao encontro da movimentação do mercado norte-americano, onde os consumidores estão trocando hatches e sedãs por SUVs e crossovers. E assim a marca coreana ficaria com dois modelos compactos nesta categoria. 

Hyundai compact SUV spy photo

De todo modo, isso não deverá acontecer antes de 2020. Vale lembrar que o Creta foi lançado em 2014 como ix25 em alguns mercados, então faz sentido ser substituído após um ciclo de seis anos. Já no mercado brasileiro, onde o Creta chegou apenas no fim de 2016 (em versão reestilizada), essa troca deve demorar um pouco mais para acontecer. 

Adaptação: Daniel Messeder

Fonte: Automedia

Galeria: Flagra: SUV compacto Hyundai

Foto de: Automedia