Investimentos em engenharia serão agora direcionados para veículos elétricos

Depois de marcas como Volvo, Porsche e até FCA, a Nissan é a mais uma grande montadora global a perder o interesse pelo desenvolvimento de motores a diesel. Conforme relata o jornal japonês Nikkei Asian Review, a fabricante aposta que o futuro de veículos de passeio movidos a óleo não é promissor e decidiu encerrar projetos relacionados ao lançamento de novos propulsores do tipo. Dessa forma, todos os investimentos em engenharia serão direcionados agora para a área de veículos elétricos - uma das grandes apostas da empresa.

Leia também:

Atualmente, a Nissan já não vende automóveis movidos a diesel no Japão e planeja encerrar esse tipo de oferta também na Europa no início da próxima década. Na prática, apenas veículos comerciais (picapes como a Frontier, SUVs como o Terra e vans como a linha NV) terão motores alimentados pelo combustível fóssil. Ainda assim, serão propulsores adquiridos de empresas parceiras e não mais produzidos internamente.

2017 Nissan Qashqai

"Na Europa, onde nossas vendas de diesel estão concentradas, nossa iniciativa de eletrificação nos permitirá descontinuar o diesel gradualmente nos carros de passeio no momento da renovação de cada veículo", disse um porta-voz da Nissan recentemente.

Fonte: Nikkei Asian Review

Galeria: Nissan Frontier LE 2017