Produção em Resende (RJ) permitiu a briga pela liderança do segmento

Quando ainda importado do México, o Nissan Kicks já mostrava que seria um sucesso. Naquele momento, ainda não brigava pela liderança justamente pela oferta de apenas duas versões e a limitação da importação. Mas há um ano, começava a produção do SUV em Resende (RJ), o que mudou o cenário do modelo em nosso mercado. 

Sobre o Kicks:

Com a chegada das novas versões mais baratas e a oferta para o público PCD, o Kicks começou a subir no ranking de vendas. Até abril, briga por poucas unidades com o Honda HR-V pela liderança entre os SUVs compactos. Segundo a Nissan, foram 38.515 unidades brasileiras vendidas (no total, são 60.920, incluindo as mexicanas). Junto, são produzidas as unidades para exportação, totalizando 45.060 unidades até então. 

 
Creta x HR-V x Kicks

O Kicks representa 46% das vendas da Nissan no Brasil. Do catálogo de cores, as mais vendidas são as Branco Diamond, Cinza Grafite e Preto Premium, com 66,9% do total, além da combinação branco com teto preto ser a mais pedida quando falamos em pintura de dois tons. 

A fábrica de Resende (RJ) teve um investimento de R$ 750 milhões para a produção do Kicks, com 150 novos equipamentos e a contratação de 600 funcionários para a abertura do segundo turno da fábrica que, até então, produzia apenas March e Versa. 

Galeria: Comparativo - Hyundai Creta x Honda HR-V x Nissan Kicks